Conecte-se conosco

Notícias

Ufam informa que se prepara para retorno das atividades acadêmicas por ensino remoto em agosto

A Ufam diz que com a criação da Comissão de Assessoria da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação, que elaborou uma agenda de reuniões e ouviu os gestores de todas as unidades acadêmicas dos campi da Ufam, da capital e do interior

Em nota publicada em seu site, a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) informou que “de forma responsável, planejada e organizada”,  está se preparando para retorno das atividades acadêmicas por ensino remoto em agosto.

A nota diz que com a criação da Comissão de Assessoria da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação, que elaborou uma agenda de reuniões e ouviu os gestores de todas as unidades acadêmicas dos campi da Ufam, da capital e do interior, “chegou-se à conclusão que para o período entre agosto e dezembro, só há a possibilidade de oferta de atividades curriculares por meio do ensino remoto, em calendário especial, de maneira facultativa e por adesão de professores e estudantes, com garantia de direitos para os discentes que optarem por não aderirem de terem sua matrícula quando da oferta do calendário acadêmico presencial regular, que está sendo construído de forma coletiva por toda comunidade da Ufam, para atender a suas especificidades locais, dos cursos, do corpo social – docentes, discentes e técnico-administrativos”.

A Ufam informa que “o empenho institucional até a presente data, foi com vistas à construção do Plano de Biossegurança da Ufam, documento este que traz diretrizes e orientações de retorno das atividades presenciais da universidade e que, em análise ao panorama epidemiológico do estado do Amazonas, em especial na cidade de Manaus e nos municípios de Coari, Itacoatiara, Parintins, Benjamin Constant e Humaitá, onde a Ufam tem seus campi”.

Diz que ” ouvido o Grupo Técnico Operacional da Comissão de Enfrentamento da Pandemia de Covid-19 da Ufam, concluiu-se que, a oferta de disciplinas por ensino remoto por adesão, é a única proposta viável para o momento, além de não ser excludente em relação aos estudantes que por algum motivo não possam cursar disciplinas nessa modalidade”.

“Mesmo ouvidas as representatividades das unidades acadêmicas, a proposta de resolução para oferta de ensino remoto, em caráter excepcional e por calendário especial, será encaminhado ao Conselho de Ensino e Pesquisa (Consepe), da Ufam, para apreciação, deliberação, legitimação e legalidade por um órgão superior. Avança-se com prudência e esforço da comunidade acadêmica, os quais são indispensáveis em que se preza pelo coletivo. A comunidade é estratégica e figura como aliada importante para implementação do Plano de Biossegurança (vidas humanas) e proposta pedagógica (ensino superior de qualidade)”, diz a nota.

A Ufam destaca   que a construção da proposta de ensino remoto e do retorno das atividades acadêmicas presenciais têm sido possível pela dedicação dos gestores e colegiados das unidades administrativas/acadêmicas dos campi da capital e interior, verdadeiros artesãos de uma proposta que retrate as realidades e especificidades de cada unidade acadêmica e que ainda na primeira quinzena de agosto o Consepe estará deliberando sobre a matéria ensino remoto em caráter excepcional por calendário acadêmico especial”.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + cinco =

Need Help? Chat with us