Conecte-se conosco

Notícias

Manifestação indígena exige que governador Wilson Lima afaste o diretor da Fundação Estadual do Índio do Amazonas

Os povos tradicionais pleiteiam a saída de Zenilton de Souza Ferreira

FOTOS: Amaury Moraes/FEI

Aproximadamente cem lideranças indígenas ligadas à Coordenação das Organizações Indígenas e Povos do Amazonas (COIP-AM) realizam protesto desde às 9h desta segunda-feira (06/06), diante da sede do Governo do Amazonas, em Manaus, exigindo o afastamento do diretor-presidente da Fundação Estadual do Índio (FEI), Zenilton de Souza Ferreira. Segundo o coordenador-geral do COIP-AM, Orlando Melgueiro da Silva, o movimento só encerrará a manifestação quando o governador WIlson Lima (UB) atender ao pedido das lideranças.

Orlando Melgueiro da Silva informou que as lideranças avaliam acampar em frente à sede do governo e adjacências para pressionar o governador a afastar Zenilton do cargo. Segundo Orlando, o atual presidente da FEI não atende ao anseio dos índios no Amazonas, tampouco desenvolve políticas públicas eficazes na luta do povo tradicional do estado amazonense.

“Ninguém nos recebeu (na sede do Governo). O objetivo maior dessa manifestação é afastar o Zenilton da FEI. Porque ele foi indicado pelo governador para assumir uma política pública de tão relevância para os parentes, em diferentes situações. Mas o que aconteceu é que ele viajou muito para o interior, prometendo coisas, cometendo crimes e improbidade administrativa. As políticas públicas não estão funcionando, precisam de uma avaliação mais séria. Então, os parentes estão se mobilizando com o objetivo de inverter esse quadro”, disse o líder indígena da etnia baré.

O coordenador do COIP-AM salientou que um abaixo-assinado produzido pelas lideranças indígenas pedem a substituição de Zenilton de Souza pelo líder indígena Raimundo Alcinez Maricaua, da etnia Kocama. “Os parentes trouxeram do interior um abaixo-assinado indicando o Raimundo para a assumir FEI. Mas que fosse avaliado pelo governador e pela equipe do governador. Não seria uma indicação partidária. É um movimento indígena indicando o Raimundo. O Zenilton não tem condições e nem capacidade”, disse.

De acordo com coordenador do COIP, o movimento vai continuar até que Wilson Lima troque o comando da FEI. “Não vai parar. Os parentes estão batendo firme no chão de que o governador precisa tomar uma decisão, tomar uma postura”, frisou Orlando, informando que o movimento vai esperar no máximo até esta semana por uma decisão do governador Wilson.

Veja o documento.

Liderança indígena chama de irresponsável gasto do governo do Amazonas, na Fundação do Índio, para “festividades”

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dois × 2 =