Conecte-se conosco

Mundo

Portugal, Espanha e Reino Unido realizam ação contra tráfico infantil; 92 crianças foram localizadas

A operação teve por objetivo localizar menores desacompanhados ou que fugiram de centros de acolhimentos e estariam usando documentos falsos.

A polícia da Europa também fiscaliza casos de menores detectados nas fronteiras. (Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil)

Uma operação coordenada pela Polícia da União Europeia em toda a Europa contra o tráfico de crianças resultou na localização de 92 menores, divulgou nesta sexta-feira, 16/7, a Europol. Portugal, Espanha e Reino Unido participaram da ação conjunta para identificar as vítimas.

Em comunicado, a Europol revela que a ação conjunta ocorreu entre 28 de junho e 4 de julho, envolveu 18 países europeus e foi apoiada pela agência europeia de controle de fronteiras Frontex.

Segundo a Europol, a operação teve por objetivo localizar menores desacompanhados ou que fugiram de centros de acolhimentos, uma vez que este grupo de crianças é frequentemente denunciado pelo uso de documentos falsos.

A Europol também fiscaliza casos de menores detectados nas fronteiras, bem como aqueles que viajam dentro da União Europeia ou países associados ao espaço Schengen.

Outro foco desta operação foi o crime interno no bloco, onde as crianças são frequentemente traficadas por familiares para mendigar, praticar crimes e para atividades que envolvem exploração sexual.

A operação visou ainda redes criminosas e facilitadores envolvidos no tráfico de seres humanos que usam documentos fraudulentos.

A Europol revelou que foram detidas 175 pessoas; 78 suspeitos foram identificados e foram iniciadas 181 novas investigações.

A operação permitiu identificar 187 potenciais vítimas de tráfico de seres humanos, 92 das quais eram menores.

A operação conjunta envolveu polícias de vários países europeus, agências de imigração e controle de fronteiras, serviços de assistência social e proteção à criança, entidades que fiscalizam os transportes e agentes de inspeção do trabalho.

De acordo com a Europol, as autoridades envolvidas concentraram-se nas passagens de fronteira e nos principais centros de transporte para identificar potenciais vítimas e suspeitos de tráfico de seres humanos.

Cada país adaptou a sua atividade de acordo com os tipos de tráfico de crianças prevalentes no país, informou a polícia.

As informações são da Agência Brasil.

© 2019-2021 - 18 Horas - Todos os direitos reservados.
Rede de Rádio Difusão Novidade Técnica LTDA
34.503.722/0001-80