Conecte-se conosco

Mundo

Morte de George Floyd: policial vai para prisão de segurança máxima e governador de Nova York pede mudanças na polícia

Operação que resultou na morte de Floyd gerou uma onda de protestos contra o racismo nos Estados Unidos que já dura seis dias

O policial Derek Chauvin, que aparece no vídeo com o joelho sobre o pescoço de George Floyd, homem negro morto durante a abordagem policial, foi transferido ontem (31) para uma prisão de segurança máxima, segundo o jornal New York Post. A operação que resultou na morte de Floyd gerou uma onda de protestos contra o racismo nos Estados Unidos.

O governador do Estado norte-americano de Nova York, Andrew Cuomo, pediu nesta segunda-feira (1) uma proibição nacional a chaves de braço e força excessiva por parte da polícia, e disse temer que os protestos violentos provocados pela morte de um homem negro desarmado pela polícia em Mineápolis prejudiquem a reabertura da cidade de Nova York.

Cuomo também disse em uma entrevista diária que receia que as manifestações das últimas noites em reação à morte de George Floyd provoquem um salto de infecções de coronavírus, revertendo os esforços para conter sua disseminação.

Cuomo disse que algumas das ações de policiais da cidade de Nova York durante os protestos foram perturbadoras, citando um vídeo amplamente compartilhado na internet que mostrou uma viatura policial avançando sobre uma multidão e outro que mostrou um manifestante sendo atacado com spray de pimenta.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, cobrou os governadores – a quem chamou de fracos – para que detenham os manifestantes, que têm realizado uma onde de protestos há seis dias. “Vocês têm de dominar. Se vocês não os dominarem, estão perdendo tempo. Eles vão atropelá-los. Vocês vão parecer um bando de imbecis. Vocês têm de dominar”, disse o presidente.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + três =

Need Help? Chat with us