Conecte-se conosco

Mundo

Manaus aparece em 182º em lista internacional de cidades com maior custo de vida

A metodologia de classificação avaliou os custos comparativos de mais de 200 itens em cada local, desde moradia e transporte até alimentos, roupas, itens domésticos e entretenimento.

Cinco capitais brasileiras foram posicionadas na última edição do Ranking Internacional de Custo de Vida, da consultoria global Mercer, que inclui 227 localidades de todo o mundo. São Paulo figura como a cidade mais cara do país e a 124ª mais cara do mundo, tendo subido 28 posições em comparação com a classificação do ano passado.

Entre os municípios brasileiros, a capital paulista é é seguida do Rio de Janeiro, a 150ª com maior custo de vida, além de de Brasília, Manaus e Belo Horizonte, que ficaram em 179º, 182º e 185º lugar, respectivamente.

A cidade brasileira que mais encareceu relativamente foi São Paulo e a que registrou menor guinada no custo de vida foi Brasília, que subiu nove posições no ranking. Globalmente, Hong Kong foi considerada a localidade mais custosa para se morar, seguida por Singapura e quatro cidades suíças — Zurique, Genebra, Basileia e Berna.

Na América do Sul, a capital do Uruguai, Montevidéu, ocupa o lugar mais caro para funcionários internacionais (42), enquanto diversas cidades da região passaram por mudanças significativas em relação a 2023: Santiago, no Chile, caiu 73 posições, para 160º no ranking, enquanto Bogotá, na Colômbia, subiu 40 posições, ficando em 174º lugar. A cidade de Lima no Peru praticamente se manteve no ranking, subindo uma posição e ocupando o 166º lugar.

A metodologia de classificação avaliou os custos comparativos de mais de 200 itens em cada local, desde moradia e transporte até alimentos, roupas, itens domésticos e entretenimento. Para garantir consistência nas comparações de classificação de cidades, a cidade de Nova York foi utilizada como a cidade base e os movimentos cambiais foram medidos em relação ao dólar americano.

Os números utilizados em nossas comparações de custos derivam de uma pesquisa realizada em março de 2024, abrangendo mais de 400 cidades. As taxas de câmbio daquela época, juntamente com os dados da cesta internacional de bens e serviços da Mercer (usados em sua pesquisa de custo de vida), foram empregadas para cálculos e linhas de base.

Os dados abrangentes que a Mercer coletou — e a classificação desses dados gerados — oferecem uma ferramenta vital para os empregadores. Eles fornecem as informações essenciais necessárias para projetar pacotes de remuneração eficientes e transparentes para os expatriados.

Veja a íntegra da classificação do custo de vida das cidades em 2024.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × cinco =