Conecte-se conosco

Mundo

Ataque a tiros deixa ao menos 16 feridos em metrô de Nova York; suspeito não foi localizado

A polícia ainda investiga se ataque foi ato isolado, ou se possui ligação com grupos terroristas.

O estado de saúde das vítimas ainda não foi divulgado.(Foto:Reuters)

Várias pessoas foram baleadas em uma estação de metrô do Brooklyn na manhã de terça-feira (12), disse o Corpo de Bombeiros de Nova York (FDNY). Relatos iniciais falam em 16 feridos, sendo 8 atingidos pelos disparos. O estado de saúde das vítimas ainda não foi divulgado. A informação é da CNN Brasil.

Os bombeiros foram chamados para a estação de metrô da 36th Street, no bairro de Sunset Park, no Brooklyn, por causa de uma condição de fumaça por volta das 8h30. Lá, várias pessoas foram encontradas baleadas, disse o FDNY.

A polícia de Nova York (NYPD) disse que não há dispositivos explosivos ativos “no momento” na estação de metrô do Brooklyn. Relatos iniciais dos bombeiros falavam em “vários dispositivos não detonados” encontrados após os disparos.

A Metropolitan Transit Authority, que opera os metrôs, diz que também está investigando o incidente e que os trens D, N e R estão parados em ambas as direções no Brooklyn.

De acordo com a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, o presidente Joe Biden já foi informado sobre o ocorrido, e a vice-presidente Kamala Harris está recebendo atualizações.

Informações até o momento

Uma investigação preliminar mostra que um possível dispositivo de fumaça foi detonado, de acordo com um oficial sênior da polícia local. Segundo informações preliminares da polícia, um homem, possivelmente usando uma máscara de gás e colete laranja, fugiu do local.

Uma segunda fonte disse à CNN que uma pessoa está em estado crítico após o incidente. A energia foi cortada para as linhas de trem N e R enquanto a polícia investiga. A polícia ainda investiga se ataque foi ato isolado, ou se possui ligação com grupos terroristas.

Autoridades reagem

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, afirmou que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, já foi informado sobre a situação e mantém contato com autoridades locais.

A governadora de Nova York, Kathy Hochul, também informou pelas redes sociais que trabalha em conjunto com as autoridades nas investigações.

A secretaria de Segurança Interna do país também está ciente do ataque e monitora o incidente, de acordo com publicação no Twitter de porta-voz do Departamento de Justiça.

Testemunha diz que houve “muito pânico” quando fumaça tomou vagão do metrô
Uma testemunha ocular que disse que estava no vagão do metrô onde ocorreu o tiroteio no Brooklyn descreveu o caos no local, e afirmou ter visto muito sangue no chão. Ela lembrou que os tiros soaram como fogos de artifício.

O condutor do metrô disse que o trem estava atrasado devido ao trânsito dos trens minutos antes de o vagão chegar à plataforma da 36th Street em Sunset Park, de acordo com Yav Montano, e foi quando a fumaça de repente engoliu o carro.

Ele então ouviu “o que eu pensei que era fogos de artifício, mas agora soube que eram tiros e estou grato por ter me escondido atrás de uma das cadeiras…Sinceramente, não tenho palavras para o que vivi”.

“Eu estava na frente do terceiro carro e tudo aconteceu na parte de trás do mesmo carro… Assim que a fumaça, incendiou, começou a engolir tudo, as pessoas começaram a migrar para a frente do carro”, disse ele à CNN.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 × um =