Conecte-se conosco

Manaus

Índice FipeZap : Compensa é o bairro de Manaus com maior variação no preço de imóveis residenciais

A variação anual do preço médio de venda de imóveis residenciais em Manaus nos últimos 12 meses encerrados em agosto/2021 foi de 13,71%.

O metro quadrado de imóveis residenciais no bairro Compensa, na zona oeste de Manaus, foi o que mais valorizou, nos últimos 12 meses, até agosto desse ano de 2021, segundo o o Índice FipeZap, da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), que acompanha acompanha o preço médio de apartamentos prontos em 50 cidades brasileiras com base em anúncios da Internet.

A variação anual do preço médio de venda de imóveis residenciais em Manaus nos últimos 12 meses encerrados em agosto/2021 foi de 13,71%. No bairro Compensa, foi de 30,5%, com o metro quadrado passando a R$ 4.814. O metro quadrado mais caro continua sendo no bairro Adrianópolis, com R$ 6.437, seguido da Ponta Negra, com R$ 6.215.

O Índice FipeZap acompanha o comportamento do preço médio de venda de imóveis residenciais em 50 cidades brasileiras e apresentou alta de 0,50% em agosto, após avançar 0,64% em julho. Individualmente, 47 das 50 cidades monitoradas apresentaram aumento de preço em agosto.

Considerando apenas as capitais, à exceção de Salvador (-0,20%), todas as demais registraram variação positiva, destacando-se: Vitória (+2,73%), Curitiba (+1,78%), Maceió (+1,77%), Florianópolis (+1,45%) e Goiânia (+1,39%). Com relação às duas capitais com maior representatividade no cálculo mensal do Índice FipeZap, foram apuradas altas de 0,35%, em São Paulo, e de 0,20%, no Rio de Janeiro.

Em 2021, até agosto, o Índice FipeZap acumula alta nominal de 3,34%, inferior à inflação ao consumidor de 5,39% – considerando o comportamento observado e esperado do IPCA/IBGE. A alta nominal no índice no balanço parcial de 2021 é impulsionada pelas variações de preço registradas em todas as capitais monitoradas pelo índice, com destaque para as seguintes: Vitória (+13,13%), Maceió (+10,88%), Curitiba (+9,91%), Florianópolis (+9,81%), Goiânia (+8,28%), Manaus (+7,60%) e Brasília (+5,71%). As menores variações, por sua vez, foram observadas em: Belo Horizonte (+1,16%), Campo Grande (+1,17%), Salvador (+1,45%), Rio de Janeiro (+1,47%) e Recife (+2,41%).

Nos últimos 12 meses: nesse horizonte mais amplo, o Índice FipeZap apresenta um avanço nominal de 5,27%. Na comparação com a inflação acumulada pelo IPCA/IBGE (+9,39%)*, o Índice FipeZap apresenta queda de 3,76%, em termos reais. Vale notar que, como no balanço parcial de 2021, todas as 16 capitais monitoradas registraram elevação nominal no preço médio nos últimos 12 meses, com destaque para as variações observadas em: Vitória (+18,33%), Maceió (+15,55%), Curitiba (+14,50%), Manaus (+13,71%), Florianópolis (+11,94%) e Goiânia (+11,80%).

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 + 18 =