Conecte-se conosco

Manaus

Em Manaus, cobradores e motoristas paralisam atividades e passageiros de 32 linhas ficam sem ônibus

Nesta segunda (08), passageiros da Zona Oeste ficaram sem transporte coletivo; serviço já foi normalizado 

Trabalhadores alegam que empresa não paga direitos trabalhistas – Foto: André Felipe/reprodução internet

Rodoviários da empresa São Pedro paralisaram as atividades por volta das 4h desta segunda-feira (08) em protesto por cumprimento dos direitos trabalhistas. Com o ato paredista, os cobradores e passageiros deixaram centenas de passageiros de ao menos 32 linhas, sobretudo dos bairros da Zona Oeste, sem o transporte coletivo nas primeiras horas do dia.

Segundo o JAM 1, da TV Amazonas, os rodoviários alegam que a empresa São Pedro não cumpriu o acordo trabalhista assumido com os funcionários da antiga empresa Açaí Transportes.

Em nota, o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetran) informou que a entidade não foi comunicada que desconhece o motivo da paralisação. E que os motoristas recebem salários mais benefícios totalizando R$3.365,11 e mais plano de saúde. O sindicato finalizou a nota dizendo que a Prefeitura autorizou o reajuste dos benefícios dos rodoviários em 9% e que tudo estaria sendo efetuado normalmente.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dez + dezenove =