Conecte-se conosco

Manaus

Covid-19: Prefeitura de Manaus suspende aplicação da primeira dose da vacina para todos os grupos

Em nota, a Prefeitura diz que a decisão segue “recomendação do Ministério da Saúde (MS) e que a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) seguirá aplicando a segunda dose normalmente nos postos de vacinação.

Medida é para atender pessoas idosos em Manaus – Foto: Arquivo Semcom

A Prefeitura de Manaus informou, no início da noite desta terça-feira, que suspendeu, a partir de amanhã, quarta-feira (28/04), a aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19 na cidade. A medida vale, inclusive, para os usuários que já haviam feito agendamento por meio do “Imuniza Manaus”.

Em nota, a Prefeitura diz que a decisão segue “recomendação do Ministério da Saúde (MS) e que a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) seguirá aplicando a segunda dose normalmente nos postos de vacinação.

Na segunda-feira, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, admitiu a escassez de doses da CoronaVac para a segunda aplicação, e, ao contrário da recomendação dada anteriormente pela pasta, pediu que estados e municípios guardem parte dos lotes da vacina. Queiroga falou numa audiência pública da Comissão Temporária da Covid, no Senado.
Logo no início, pediu que estados e municípios evitem aumentar a lista de grupos prioritários, para não atrapalhar o Plano Nacional de Imunização, e reforçou a gravidade da pandemia.

Em março, o então ministro Eduardo Pazuello orientou que estados e municípios usassem todo o estoque das vacinas para a primeira dose a fim de acelerar o ritmo da vacinação. No dia 6 de abril, Marcelo Queiroga reforçou essa orientação.

Nesta segunda-feira (26), no Senado, o ministro explicou por que agora a orientação é guardar parte do estoque para a segunda aplicação. Segundo o ministro, é pelo atraso na chegada de insumos da China para a vacina CoronaVac.

Segundo a Prefeitura, desde o início da campanha, no dia 29 de janeiro deste ano, a Semsa já havia vacinado 104,5% dos trabalhadores de saúde; 96,4% dos idosos com 80 anos e mais; 92,4% dos idosos de 75 a 79 anos; 93,7% dos idosos de 70 a 74 anos; 93,0% dos idosos de 65 a 69 anos; e 89,2% dos idosos de 60 a 64 anos. Ao todo, entre primeira e segunda doses, foram aplicadas 444.503 das duas vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde: CoronaVac/Butantan e AstraZeneca/Oxford.
 
Também na faixa etária de 18 a 59 anos de idade, com alguma das comorbidades descritas no Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19, a Semsa concluiu a aplicação da primeira dose na última segunda-feira, 26/4, restando dos grupos contemplados, apenas os que não se vacinaram nas etapas específicas de cada um.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *