Conecte-se conosco

Brasil

Secretários pedem restrições a viajantes para evitar variante indiana e 3ª onda da pandemia

Gestores cobram ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a adoção urgente de medidas restritivas nas fronteiras do Brasil. A principal preocupação no momento é com a cepa indiana, que está se espalhando rapidamente e pode ser mais perigosa.

Índia enfrenta aumento expressivo de casos e mortes por Covid-19. (Foto: Reprodução/CNN)

Os secretários estaduais de Saúde pedem ao ministro Marcelo Queiroga que adote urgentemente medidas restritivas nas fronteiras do país para evitar que novas variantes do coronavírus cheguem ao Brasil.

A principal preocupação no momento é com a cepa indiana, que está se espalhando rapidamente e pode ser mais perigosa. Os gestores querem que o ministro torne obrigatória quarentena de 14 dias para viajantes oriundos de locais com alta prevalência de variantes ou maior risco epidemiológico.

Secretários ouvidos pelo Painel afirmam que o Brasil ainda vive a segunda onda do coronavírus, com um cenário de estabilização, mas que a chegada de uma variante nova pode deixar o país ainda mais vulnerável para uma terceira onda.

Um ofício com os pedidos de ações foi enviado pelo Conass, conselho de secretários de Saúde, a Queiroga nesta segunda-feira (3).

A Índia vive situação de horror na segunda onda, com falta de leitos e insumos e recordes de mortes. A nova variante foi identificada também em mais 16 países.

Com informações da Coluna Painel, da Folha.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2019-2021 - 18 Horas - Todos os direitos reservados.
Rede de Rádio Difusão Novidade Técnica LTDA
34.503.722/0001-80