Conecte-se conosco

Brasil

Comitê da Covid-19 do Governo de São Paulo volta a recomendar uso de máscaras

Recomendação é ‘sem caráter obrigatório’, afirma governo; prefeitura se reúne nesta quarta para decidir se capital segue diretriz

Foto: Zanone Fraissat (19.mar.22)/Folhapress

O Comitê de Contingência da Covid-19 do Governo de São Paulo recomendou a volta do uso de máscaras em locais fechados em todo estado diante da tendência de crescimento de casos nas últimas semanas. O assunto foi abordado em um encontro entre o governador Rodrigo Garcia (PSDB) e especialistas que integram a recém-criada Secretaria de Ciência, Pesquisa e Desenvolvimento em Saúde, à qual o comitê é vinculado, no Palácio dos Bandeirantes, na tarde desta terça-feira (31).

“A Secretaria de Ciência, Pesquisa e Desenvolvimento em Saúde através do Comitê Científico do Estado de São Paulo recomendou o retorno do uso de máscaras em estabelecimentos fechados sem caráter obrigatório, não modificando a legislação vigente em São Paulo da utilização apenas em ambientes hospitalares e no transporte coletivo”, afirmou o governo em nota.O fim da obrigatoriedade do uso de máscaras em locais fechados foi decretado pelo ex-governador João Doria (PSDB) em 17 de março em reação ao arrefecimento da pandemia no estado.

“Apesar do cenário favorável com relação aos três primeiros meses do ano, o Comitê tem verificado um crescimento no número de casos e hospitalizações, sem crescimento de óbitos proporcional graças à ampla cobertura vacinal do Estado de São Paulo referência e líder mundial em vacinação”, diz a nota que anuncia a recomendação.

Perguntado sobre a diretriz, o secretário municipal da Saúde, Luiz Carlos Zamarco, afirmou vai antecipar para esta quarta-feira (1º) a reunião semanal que discute a pandemia para definir se a capital paulista acompanhará a recomendação do estado.

A gestão Ricardo Nunes (MDB) vem flexibilizando o uso da máscara na capital paulista. No último dia 14, a prefeitura acabou com a obrigatoriedade do uso de máscaras em táxis e carros de aplicativos. O item de proteção continua obrigatório no transporte coletivo e em serviços de saúde, como postos e hospitais.

Dados da plataforma SP Covid-19 Info Tracker, criada por pesquisadores da USP e da Unesp com apoio da Fapesp para acompanhar a evolução da pandemia, mostram que a média móvel de novas internações (UTI e enfermaria) aumentou 74% no estado de São Paulo em três semanas. Foram comparados os dias 6 e 27 de maio, quando as médias alcançaram 176 e 306, respectivamente.

Leia mais na Folha.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dois + sete =