Conecte-se conosco

Brasil

Região Norte é a mais afetada por aumento de preços, mostra indicador da Abras

No ano, os supermercados apontam que os produtos com maior alta nos preços são açúcar, ovo, carne dianteiro, café, frango congelado e outros.

A Associação Brasileira de Supermercados (Abras) divulgará seus indicadores nesta quinta (09/09). O levantamento da Abras apontará alta nos preços (inflação). Em julho, o custo da cesta com os 35 produtos mais vendidos em supermercados, na comparação com o mesmo mês de 2020, subiu 23,14%, para R$ 668,55. No Norte, que é a região mais afetada, esse valor chega a R$ 752,89, seguido pelo Sul (R$ 734,10).

As inforamções são da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo.

No ano, os supermercados apontam que os produtos com maior alta nos preços são açúcar, ovo, carne dianteiro, café, frango congelado e outros. Em 12 meses, óleo de soja e arroz também dispararam.

Os indicadores da Abras vão informar uma queda de 1,15% no consumo das famílias brasileiras em julho em relação ao mesmo mês do ano passado. Foi o segundo recuo no consumo do ano. Segundo os dados da entidade em junho, o Índice Nacional de Consumo nos Lares Brasileiros também havia registrado queda de 0,68% em junho na mesma base de comparação.

Na comparação mensal, o indicador subiu 4,84% entre julho e junho. No acumulado do ano o avanço é de 3,24%. A Abras atribui o avanço mensal a fatores como auxílio emergencial, Bolsa Família, vacinação e quase 51 mil novas vagas de trabalho no setor em julho.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

5 × 1 =