Conecte-se conosco

Amazonas

Média salarial do Polo Industrial de Manaus em 2022 não acompanha inflação

De acordo com os Indicadores da Suframa, 60,5% dos 89.083 trabalhadores efetivos do Polo Industrial de Manaus (PIM), nos dois primeiros meses de 2022 receberam, em média, até dois salários mínimos mensais.

A média salarial dos trabalhadores do Polo Industrial de Manaus (PIM) nos dois primeiros meses de 2022 ficou em R$ 2.977,20, de acordo com os Indicadores Industriais divulgados pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), nesta terça-feira (10/05). Na comparação com a média de 2021, de R$ 2.907,4, o valor não acompanhou a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do país, que acumulou aumento de 10,06%, em 2021. Se tivesse sido corrigido pelo IPCA, o salário médio deveria ser de R$ 3.062,62.

De acordo com os Indicadores da Suframa, 60,5% dos 89.083 trabalhadores efetivos do Polo Industrial de Manaus (PIM), nos dois primeiros meses de 2022 receberam, em média, até dois salários mínimos mensais: R$ 2.424. O índice de trabalhadores que recebem até dois salários se manteve o mesmo do ano anterior. Os números da Suframa também mostram que 37%, ou 32.782 trabalhadores do PIM receberam salários de até um salário mínimo em 2022: R$ 1.212.

A Suframa informou que as indústrias do PIM fecharam o segundo mês de 2022 com 102.864 trabalhadores empregados, entre efetivos, temporários e terceirizados. Com os resultados apurados até fevereiro, a média mensal de empregos neste ano ficou estabelecida em 103.979 postos de trabalho – levemente superior à média mensal verificada no primeiro bimestre de 2021, de 103.629 postos de trabalho.

A corretora Tullet Prebon Brasil calculou, em seu primeiro relatório de maio deste ano, que o salário mínimo sofrerá perda real de valor de 1,7%. Isso ocorrerá se a inflação se mantiver de acordo com a previsão do boletim Focus, a 7,65% em 2022, e Selic a 13,25%, como publicado pelo Banco Central (BC). Caso contrário, a perda será ainda maior.

De dezembro de 2018 ao mesmo período de 2022, a previsão é que o salário mínimo tenha a a maior desvalorização em 28 anos, desde o Plano Real, em 1994.

O salário mínimo é um direito constitucional e indica a remuneração básica para o empregado brasileiro. A lei diz que é obrigatória a reposição pela inflação e protege o poder de compra dessa remuneração.

Suframa informa que faturamento do PIM teve alta de 14,49% no primeiro bimestre de 2022

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quatro × 2 =