Conecte-se conosco

Amazonas

Governo do Amazonas arrecadou R$ 3,4 bilhões a mais nos sete primeiros meses de 2022 e serviços públicos não melhoram

Os números apontam um aumento de mais de R$ 3 bilhões e 471 milhões na arrecadação. É um aumento de 26,11%.

O Governo do Amazonas arrecadou R$ 3,4 bilhões a mais nos 7 primeiros meses deste ano, com relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com os dados do Portal da Transparência do Estado, do último dia de julho.


A receita do Estado do Amazonas, nos primeiros 7 meses de 2022 alcançou R$ 16 bilhões e 761 milhões (R$ 16.761.931.889,27), contra R$ 13 bilhões e 290 milhões (R$ 13.290.508.436,92) no mesmo período de 2021.

Os números apontam um aumento de mais de R$ 3 bilhões e 471 milhões na arrecadação.

É um aumento de 26,11%.

É a maior arrecadação em 7 meses no Amazonas de todos os tempos. É mais do que a arrecadação do ano inteiro de 2017, que foi de R$ 15 bilhões e 453 milhões, de acordo com a Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz).

Desde o início da atual gestão, o governo do Amazonas já arrecadou R$ 84 bilhões e 851 milhões (R$ 84.851.430.097,68). E a previsão é de que, até o final da gestão, arrecade R$ 91 bilhões e 757 milhões, nos quatro anos (R$ 91.757.768.208,41).

Em meio a recordes de arrecadação, os serviços públicos, principalmente na saúde e segurança pública, não melhoram. E as promessas não saem do papel. Em três anos e meio de mandato no Governo do Amazonas, Wilson Lima (União Brasil) cumpriu apenas 24 promessas das 41 anunciadas (58,53% do total) em sua campanha eleitoral. Ele realizou em parte outras seis, o equivalente a 14%. Outros 11 compromissos ainda não foram cumpridos .

O levantamento do g1, monitora o que foi prometido pelo governador do estado no período de campanha eleitoral, tanto no programa de governo registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) quanto em entrevistas e debates com a participação de Wilson Lima.

Em números absolutos, o resultado da avaliação das promessas é:

Total de promessas: 41
Cumpridas: 24
Cumpridas em parte: 6
Não cumpridas ainda: 11

Resultados pífios

Em junho, o deputado Dermilson Chagas (Republicanos) afirmou que o crescimento na arrecadação tributária do Amazonas não refletem melhoria, sobretudo a educação, segurança e saúde para a população do Estado.

Em março, o presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) da Assembleia Legislativa do Estado (ALE), deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD), disse que há um descompasso com os gastos do Governo do Estado e que o aumento da arrecadação não está garantindo a melhoria esperada de serviços como saúde e segurança pública.

De acordo com Ricardo Nicolau, apesar da boa saúde financeira, os serviços públicos oferecidos pelo Estado só piorou. “Há pessoas que esperam há anos por cirurgias. Não temos conhecimento de nada que tenha melhorado na educação. Na segurança pública, o Amazonas foi o único estado do Brasil que teve aumento no número de homicídios. Os problemas do Amazonas não são financeiros. O governo do Amazonas gasta mal”, afirmou.

Parlamentar diz que Wilson Lima empobreceu o interior, mesmo com arrecadação maior

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

17 − dois =