Conecte-se conosco

Amazonas

Governador é criticado na Assembleia por falta de ação em defesa da Zona Franca

O deputado Sinésio Campos (PT) disse que, por falta de proteção à ZFM, “as empresas do PIM já estão realizando demissões diárias, são pais e mães de família perdendo sua renda familiar por causa dos ataques do Governo Federal.

As políticas de defesa da Zona Franca de Manaus (ZFM) e a necessidade de exploração de novas matrizes econômicas no Estado dominaram os debates durante a Sessão Plenária realizada nesta quarta-feira (03), na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE). As informações são da ALE.

O deputado Dermilson Chagas (PP) iniciou seu pronunciamento falando sobre o que classificou como “letargia” nas ações do governador Wilson Lima (PSC) em relação às decisões frequentes do Governo Federal em reduzir as vantagens fiscais das empresas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM). “O Amazonas não tem uma política de defesa para milhares de empregos do PIM”, disse o parlamentar. Para Chagas, é preciso que o governador se empenhe nessa luta, busque apoio dos parlamentares federais e que a pressão junto ao Congresso Nacional seja constante.

O deputado Sinésio Campos (PT) também se manifestou nesse sentido e falou que a falta de proteção à ZFM já está gerando o fechamento de postos de trabalho. “As empresas do PIM já estão realizando demissões diárias, são pais e mães de família perdendo sua renda familiar por causa dos ataques do Governo Federal”, declarou. O deputado também falou sobre a necessidade do Executivo Estadual apoiar e estimular outras matrizes econômicas para a população amazonense, como agricultura familiar, pecuária e exploração de recursos minerais.

Contrapondo os pronunciamentos dos parlamentares anteriores, o deputado Fausto Jr. (PV) falou sobre as ações do Executivo em prol da defesa dos interesses do Estado. O deputado citou como exemplo a articulação feita pelo governador Wilson Lima junto a instituições como a Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam), Federação do Comércio do Estado do Amazonas (Fecomércio-AM), Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL), Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico de Manaus (Codese). “Na última semana, o governador realizou reuniões com esses órgãos para alinhar ações de luta pelos incentivos da ZFM”, lembrou.

“Precisamos fazer coro na defesa do modelo ZFM”, declarou o deputado Saullo Vianna (PPS), se juntando ao debate sobre o tema. Vianna disse que propôs a criação de uma Frente Parlamentar em Defesa da ZFM, com o objetivo de fomentar o debate e a formulação de propostas ao ministro da Economia, Paulo Guedes, que vem se mostrando algoz desse modelo econômico tão importante para o Amazonas.

Outros temas

Presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da ALE (CDC-Aleam), o deputado João Luiz (PRB) ocupou a tribuna para falar das visitas que realizou aos municípios de Tabatinga (a 1.108 km de Manaus) e Benjamin Constant (1.121 km), onde presenciou a falta de respeito das agências bancárias e casas lotéricas daquelas cidades aos clientes. João Luiz mostrou imagens de filas enormes de clientes, que relataram ao deputado que precisam chegar ao local às 5h para conseguirem atendimento. E, mesmo assim, muitas vezes esse atendimento só ocorre no período vespertino. “É uma situação absurda”, disse.

A infraestrutura dos hospitais do interior do Estado, em especial do município de Itacoatiara (a 176 km de Manaus), foi assunto do pronunciamento do deputado Cabo Maciel (PR). Cabo Maciel disse que solicitou ao governador Wilson Lima que municípios polos, como Itacoatiara, recebam investimentos para criação de mais leitos, centros de terapia intensiva e centros cirúrgicos para atender os municípios próximos. “Isso, no final, irá acarretar menos gastos com a remoção e manutenção dos pacientes para Manaus”, explicou.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

1 × 4 =