Conecte-se conosco

Amazonas

Epidemiologista alerta para aumento de casos graves e de internações por Covid-19 em Manaus

Jesem Orellana diz que aumento de internações comprova circulação da viral do novo coronavírus na capital do Amazonas.

Atendimento de urgência em unidade de saúde do Amazonas – Foto: Aguilar Abecassis

O cientista e epidemiologista da Fiocruz Amazônia, Jesem Orellana, alertou nesta quinta-feira (23/06) para o aumento de novos casos de internações por Covid-19 em Manaus. Para o pesquisador, a quarta onda da pandemia incide na capital amazonense há semanas e deve ser intensificar com as grandes aglomerações.

Segundo o cientista Jesem, em boletim de internação divulgado pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) foram registradas três internações entre o período de 12 de maio e 26 de maio, enquanto no período de 8 de junho a 22 de junho, foram contabilizadas 25 internações, um aumento de 733%.
“Vai piorar com os relaxamentos cada vez maiores e com o Festival de Parintins. Resumindo, faz tempo que o número de casos novos aumentou no AM e somente, agora, a FVS consegue capturar um leve aumento no número de casos confirmados, deixando claro a ineficácia das vigilâncias. Como o aumento no número de internações é um indicador tardio da circulação viral, fica claro que a transmissão comunitária do novo coronavírus aumentou há semanas”, analisou o pesquisador.

Jesem Orellana alertou para as grandes aglomerações que estão ocorrendo simultaneamente e para o precoce relaxamento das medidas restritivas de combate ao novo coronavírus. O cientista mais uma vez criticou o sistema de vigilância sanitária no combate à pandemia no Amazonas.
“Favorece ainda mais o vírus, abrindo janelas de oportunidades para mais mortes evitáveis ou, sendo muito pessimista, novas e mais ameaçadoras mutações do novo coronavírus. Só estamos vendo esse aumento de casos tardiamente, devido à ineficácia das vigilâncias e ao efeito protetor da vacinação em massa, pois muitas pessoas estão adoecendo de forma leve e não estão procurando os serviços de saúde para notificar. Por isso vemos um aumento nas internações sem vermos um aumento claro e sustentado de casos novos na comunidade”, comentou o cientista.

Jesem Orellana defendeu a testagem na população e salientou que a quarta onda pode passar desapercebida em razão da não confirmação de novos casos. “Em outras palavras, sem testagem não há casos notificados e a quarta onda passa ocultada. No entanto, os casos graves de Covid-19 acabam não escapando dessa notificação, pois geram internação hospitalar, em boa parte das circunstâncias e conseguimos enxergar esses dados nos sistemas de informação”, explicou o pesquisador da Fiocruz Amazônia.

Conforme a FVS, no boletim divulgado ontem (22/06) foram confirmados 132 novos casos de Covid-19, totalizando 583.482 casos da doença. Até o momento foram registradas 14.177 mortes no estado. Entre os casos confirmados de Covid-19 no Amazonas, internados em Manaus há 17 pacientes, sendo 12 em leitos clínicos (4 na rede privada e 8 na rede pública), 5 em UTI (1 na rede privada e 4 na rede pública).

 

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

cinco × cinco =