Conecte-se conosco

Amazonas

Mesmo em meio à pandemia, governo do Estado do AM arrecada R$ 180 milhões a mais no mês de abril

Até abril deste ano,, a arrecadação de tributos do governo do Amazonas alcançou R$ 6,52 bilhões, contra R$ 5,81 bilhões no mesmo período do ano passado: são R$ 631,53 milhões a mais, um aumento de 10,85%.

O Estado do Amazonas teve um aumento de R$ 180 milhões na sua arrecadação de abril, na comparação com abril do ano passado. A entrada de dinheiro nos cofres públicos cresceu mesmo em meio às consequências econômicas da pandemia de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. Em abril, a arrecadação informada até esta segunda-feira, no Portal da Transparência, foi de R$ 1,55 bilhão, contra R$ 1,37 bilhão do mesmo mês de 2019.

Arrecadação de abril de 2020, até 04/05. (Reprodução/Portal da Transparência)

Arrecadação de abril de 2019 (Reprodução/Portal da Transparência)

O resultado contraria, pelo menos inicialmente, as previsões do governador Wilson Lima, que anunciou uma queda estimada de 40% na arrecadação tributária e perda de R$ 2 bilhões este ano, com reflexos no pagamento de servidores.

Até abril, a arrecadação de tributos do governo do Amazonas em 2020 alcançou R$ 6,52 bilhões, contra R$ 5,81 bilhões no mesmo período do ano passado: são R$ 631,53 milhões a mais, um aumento de 10,85%. Os números da arrecadação estão disponíveis no portal da transparência do Estado.

Em janeiro deste ano, o governo arrecadou R$ 1,62 bilhão, contra R$ 1,42 bilhão de janeiro de 2019. Em fevereiro, foi R$ 1,76 bilhão, contra R$ 1,57 bilhão de 2019. Em março, a arrecadação foi de R$1,58 bilhão, contra R$ 1,45 bilhão de março de 2019.

Em março, Wilson Lima anunciou informou uma redução da receita, atribuída à queda da atividade econômica devido aos efeitos da pandemia de Covid-19. “Muitas das contas do Estado poderão ficar comprometidas, como por exemplo, pagamento do funcionalismo público, a manutenção dos serviço essenciais, como saúde, educação e segurança pública. Por isso, nós estamos tomando medidas para fazer essa contenção”, disse ele, em entrevista coletiva.

Na última semana, o deputado estadual Serafim Corrêa (PSB), ao comentar o aumento na arrecadação, disse que não há desculpas para atraso no pagamento dos profissionais da Saúde, alguns há mais de quatro meses sem receber. “ Ele não pode dizer que não dinheiro, quando arrecadou mais do que no ano anterior. Isso é mais do que meio bilhão, em quatro meses. O governo precisa também ver que ele não está tratando com pessoas desinformadas. Ele está tratando com pessoas que sabem abrir o computador e buscar os dados”, afirmou.

No começo de março, o deputado estadual Wilker Barreto (Podemos) criticou a falta de ações do governo do Estado para equipar as unidades de saúde para atender pacientes de Covid-19. “As pessoas dizem que o Wilson (Lima) não tem culpa. Realmente isso é acúmulo de outras gestões, mas o governador tem que fazer o que tiver ao seu alcance para defender seu povo. Eles já sabiam que tínhamos somente 69 respiradores. O Amazonas teve janeiro, fevereiro e março para comprar materiais. Tínhamos uma arrecadação de R$ 500 milhões, maior que a do ano passado. O problema não foi dinheiro, foi falta de prioridade”, afirmou o deputado.

Também no mês passado, o deputado estadual estadual Dermilson Chagas informou que o Estado teve R$ 4 bilhões de sobra de caixa do ano passado. Citou que havia também arrecadação extra acumulada nos três primeiros meses de 2020, em relação ao mesmo período de 2019, de R$ 535.384.606,34. Além disse, disse, há valores que resultam da “suspensão do pagamento da dívida do Estado para com a União, de R$ 391.223.920,02, além do aporte de R$ 108 milhões referente a emendas parlamentares da bancada federal do Amazonas (senadores e deputados federais), e mais repasses diretos do Governo Federal, deR$ 20.394.172,77, além de recursos de R$ 20.141.560,80 relativos a emendas impositivas dos deputados estaduais direcionadas para a saúde.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Need Help? Chat with us