Conecte-se conosco

Amazonas

Disparos de armas de caça mataram o indigenista Bruno e o jornalista Dom, aponta perícia da Polícia Federal

Bruno foi atingido por dois disparos, que deixaram ferimentos no tórax e no abdômen, e um no rosto. O jornalista inglês foi vítima de um disparo, na região do tórax e do abdômen.

Indigenista Bruno Pereira e o jornalista inglês, Dom Phillips, foram mortos em Atalaia do Norte (AM).

Perícia da Polícia Federal indicou que o jornalista inglês Dom Phillips e o indigenista brasileiro Bruno Pereira foram mortos a tiros de uma arma de caça. Os exames também confirmaram que parte dos restos mortais são mesmo de Bruno. A confirmação da morte do jornalista já havia sido feita, por meio da arcada dentária.

De acordo com nota divulgada pela Polícia Federal, Bruno foi atingido por dois disparos, que deixaram ferimentos no tórax e no abdômen, e um no rosto. O jornalista inglês foi vítima de um disparo, na região do tórax e do abdômen.

“Os trabalhos dos peritos do Instituto Nacional de Criminalística, nos próximos dias, serão concentrados nos exames de Genética Forense, Antropologia Forense e métodos complementares de Medicina Legal, para identificação completa dos remanescentes e compreensão da dinâmica dos eventos”, diz a nota.

Três pessoas já foram presas pelo crime – dois irmãos, Amarildo dos Santos, mais conhecido como “Pelado”, e Osoney da Costa, e Jeferson da Silva Lima, conhecido como “Pelado da Dinha”. Lima se entregou neste sábado (18). Ele era considerado foragido pela polícia, que investiga a participação dele nios crimes.

A polícia ainda apura a motivação do crime. “As investigações também apontam que os executores agiram sozinhos, não havendo mandante nem organização criminosa por trás do delito”, afirmou a PF em nota .

O comunicado a Univaja (União dos Povos Indígenas do Vale do Javari), que afirma que a corporação ignora-denuncias-sobre-crimes-no-vale-do-javari-dizem-indigenas.shtml). De licença não remunerada da Funai, Bruno trabalhava como fomentador da vigilância indígena na instituição.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

3 × dois =