Conecte-se conosco

Amazonas

CPI da Pandemia no Senado convoca presidente e relator da CPI da Saúde do Amazonas

Delegado Péricles (PSL) e Fausto Júnior (MDB) foram convocados como testemunhas, para depor sobre os resultados da CPI da Saúde, realizada na Assembleia Estadual, no ano passado (2020).

A Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga o uso de dinheiro público federal no com bate à pandemia no Brasil (CPI da Pandemia) aprovou, nesta quarta-feira, a convocação dos deputados estaduais do Amazonas Delegado Péricles (PSL) e Fausto Júnior (MDB), como testemunhas, para depor sobre os resultados da CPI da Saúde, realizada na Assembleia Estadual, no ano passado (2020). Péricles foi presidente e Fausto relator da comissão.

A convocação foi aprovada a pedido do senador Marcos Rogério (MDB-RO), do grupo de apoio ao presidente Jair Bolsonaro na CPI do Senado. Ele citou as denúncias da compra superfaturada de de respiradores pelo governo do Amazonas, foco da operação Sangria, e a instalação do Hospital Nilton Lins em Manaus.

No requerimento, o senador argumentou que “irregularidades na aquisição emergencial dos ventiladores pulmonares deflagraram a Operação Sangria , que teve início em junho de 2020 e atualmente está na quarta fase das investigações, onde se apura irregularidades na construção do Hospital de Campanha Nilton Lins, em Manaus”.

Segundo ele, “diante deste contexto, pensamos que as convocações supracitadas serão de importância singular para que exponham suas atuações e seus conhecimentos sobre os fatos acima relacionados, o que, por si só, justifica a convocação para essa CPI, com o objetivo único de restabelecer a verdade. Nesse sentido, portanto, é que vislumbramos que os senhores”.

Críticas

Na última terça-feira, o deputado Fausto usou as redes sociais para criticar a postura do presidente da CPI da Covid-19, senador Omar Aziz (PSD), e a CPI no Senado Federal. Segundo o deputado, Aziz está “criando tempestades para depois barganhar calmarias”.

“Venho acompanhando a CPI da Covid, no Senado, e tenho visto a sanha do presidente da CPI, seus pré-julgamentos e intenções obscuras de criar tempestades para depois barganhar a calmaria”, afirmou Fausto Jr. “Ele (Omar) está utilizando a esperança de um povo, que clama por justiça, para fins individuais. Não existe mais espaço para esse absurdo nos dias atuais”, criticou o deputado.

© 2019-2021 - 18 Horas - Todos os direitos reservados.
Rede de Rádio Difusão Novidade Técnica LTDA
34.503.722/0001-80