Conecte-se conosco

Notícias

Criminosos cortaram internet e telefone e isolaram cidade do Amazonas para assalto de mais de R$ 500 mil

Segundo a Polícia do Amazonas, os suspeitos arrombaram o local do assalto, desligaram o monitoramento e utilizaram serras e alicates para arrombar os cofres e os terminais bancários.

criminosos-cortaram-internet-e

Três criminosos do Acre são suspeitos de invadir uma agência bancária de Guajará, no Amazonas, e furtar mais de meio milhão em dinheiro na madrugada da última sexta-feira (12/04). De acordo com a Polícia do Amazonas, os bandidos bloquearam o sinal de telefonia, cortando o cabo de fibra ótica que fornece o sinal para a cidade, que teve toda a comunicação cortada para a execução do assalto.

Dois homens foram presos pelo crime, inclusive líder do bando. Ele foi detido quando chegava à cidade de Tarauacá, no Acre, de acordo com o G1. O outro preso é um morador de Guajará, que teria dado apoio aos criminosos. Uma parte do dinheiro foi recuperada, mas a polícia não informou o valor.

Segundo a Polícia do Amazonas, os suspeitos arrombaram o local do assalto, desligaram o monitoramento e utilizaram serras e alicates para arrombar os cofres e os terminais bancários.

“Ainda subtraíram um revólver 38, algumas munições, colete balístico pertencente à empresa que presta a segurança”, informou o delegado da Polícia Civil de Guajará, Carlos Aguiar, que investiga o caso,.

De acordo com as investigações, os criminosos passaram mais de duas horas no interior da agência e, para evitar a circulação de informações na cidade no momento do furto, bloquearam o sistema de telefonia e de internet do município antes de invadir a instituição.

“Pouco tempo antes bloquearam o sinal de telefonia, inclusive fizeram a interrupção mediante o corte do cabo de fibra ótica que fornece o sinal para a cidade. A cidade ficou em um apagão de comunicação e, durante esse período, executaram a ação”, confirmou o delegado.

O delegado destacou que o grupo criminoso é de Rio Branco(AC) e foi para o Vale do Rio Juruá com o objetivo exclusivo de praticar o furto na agência da instituição financeira. Eles alugaram uma casa na cidade de Cruzeiro do Sul e planejaram a ação para ter acesso ao interior da agência.

Carlos Aguiar confirmou que o morador de Guajará envolvido no assalto foi preso no sábado (13/04). “Esse bando veio pré-determinado a realizar esse furto, foi formado há algum tempo e temos informações de outros furtos dessa magnitude realizados, inclusive na cidade de Guajará. Sempre tiveram apoio, desde que chegaram à cidade de Cruzeiro do Sul para planejar e executar a ação”, disse.

As ferramentas e roupas que os criminosos utilizaram durante o furto foram apreendidas. Também foi apreendido um celular.

O delegado disse que as investigações continuam para tentar identificar e prender os outros envolvidos no crime. “Nesse primeiro momento temos duas pessoas presas. Estou esperando informações mais precisas do gerente do banco para saber a quantia exata subtraída”, informou.

O Sicredi confirmou a ocorrência de arrombamento à agência em Guajará (AM e lamentou o episódio. “Reafirmamos nosso investimento contínuo em segurança com o objetivo de proteger as pessoas e o patrimônio. Além disso, seguimos à disposição das entidades competentes na investigação do caso”, informou, em nota.

A agência ficou sem atendimento na sexta-feira dia 12/04. Associados que precisassem realizar operações presenciais, procuraram as agências mais próximas que ficam na cidade de Cruzeiro do Sul (AC), que fica a 16 quilômetros de distância, informou.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + 15 =