Conecte-se conosco

Mundo

Submarino nuclear dos EUA faz exercício militar de defesa tática no mar da Colômbia

Chamado de Minessota, o submarino tem 110 metros de comprimento, capacidade de deslocamento de 7 mil toneladas e capacidade para viajar com uma tripulação de mais de 300 homens.

Um submarino nuclear norte-americano emergiu no litoral da Colômbia durante um exercício de defesa tática. As manobras foram realizadas em conjunto entre os dois países e contaram com a participação de cerca de 600 homens e mulheres de ambas as nações.

A iniciativa foi realizada um dia após o presidente russo, Vladimir Putin, colocar as forças de dissuasão do país, equipadas com armas nucleares, em alerta, após a invasão da Rússia à Ucrânia. Duas fragatas e um submarino colombianos executaram movimentos táticos ao lado de um navio de guerra e do submarino nuclear norte-americano Minnesota, especializado em perseguição e ataque, segundo o jornal colombiano El Tiempo. As manobras duraram sete horas.

“Tivemos um submarino nuclear emergindo em águas colombianas pela primeira vez para fazer parte deste exercício de defesa binacional”, disse ao jornal El Tiempo o capitão da fragata Héctor González, comandante da fragata ARC Almirante Padilla.

Chamado de Minessota, o submarino tem 110 metros de comprimento, capacidade de deslocamento de 7 mil toneladas e capacidade para viajar com uma tripulação de mais de 300 homens.

Os exercícios ocorreram em meio ao conflito entre Ucrânia e Rússia, que já deixou 2.040 civis feridos e 352 pessoas morreram, sendo 16 crianças. ” Devemos levar em conta que hoje a Colômbia é um parceiro global da Otan e temos que viver de acordo com o que isso significa”, disse o Almirante Gabriel Alfonso Pérez Garcés, comandante da Marinha Nacional.

As manobras militares foram marítimas e aéreas: as embarcações foram escoltadas por dois aviões e dois helicópteros.

A informação é do UOL.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

19 − 1 =