Conecte-se conosco

Mundo

Síndrome inflamatória ligada à Covid já afetou mais de 200 crianças na Europa

Doença apresenta sintomas como febre, irritação cutânea, glândulas inchadas e, em casos graves, miocardite

Uma nova síndrome inflamatória associada à Covid-19 afetou 230 crianças na Europa e já matou duas neste ano, segundo revelou, ontem (15), o Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças (ECDC). O fato tem gerado alerta entre a comunidade médica.

A doença, conhecida como síndrome multissistêmica inflamatória pediátrica (Pims), compartilha sintomas com o choque tóxico e a síndrome de Kawasaki, como febre, irritação cutânea, glândulas inchadas e, em casos graves, miocardite.

“Peço a todos os clínicos do mundo que trabalhem com suas autoridades nacionais e com a OMS para ficarem em alerta e entenderem melhor esta síndrome em crianças”, disse o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

As mortes das crianças até agora relatadas ocorreram no Reino Unido e na França. A OMS alerta que, no entanto, os laços da síndrome inflamatória com a Covid-19 ainda não estão claros

Na França, médicos disseram que um menino de nove anos morreu  depois de desenvolver uma síndrome semelhante à de Kawasaki e de ter contato com o coronavírus, mas sem apresentar seus sintomas.

O ECDC, uma agência da União Europeia, acrescentou que concordou em incluir a síndrome como uma possível complicação da Covid-19 a ser relatada para uma vigilância em toda a Europa.

O CDC dos Estados Unidos emitiu na quinta-feira diretrizes aos médicos sobre como reconhecer e relatar casos da síndrome, seguindo os relatos de casos na Europa e mais de 100 no Estado de Nova York.

© 2019-2021 - 18 Horas - Todos os direitos reservados.
Rede de Rádio Difusão Novidade Técnica LTDA
34.503.722/0001-80