Conecte-se conosco

Manaus

Enchente: Rio Negro estabiliza há três dias na marca histórica dos 30 metros

Em 119 anos, esta é a maior cheia já registrada no rio Negro, no Porto de Manaus

As águas do rio Negro invadiram o estacionamento do Porto de Manaus – Foto: Ruan Souza – Semcom

Depois de atingir a cota histórica no dia 5 de maio (sábado), o rio Negro estabilizou na marca dos 30 metros há três dias, conforme o sistema de medição do Porto de Manaus. Nesta segunda (07), as águas do rio Negro permaneceram nos 30 metros. O nível é o maior já registrado nos últimos 119 anos, quando a cota passou a ser verificada pelo portodromo. O recorde anterior foi superado no dia 31/05, após subir acima de 29,97m, patamar registrado em 2012.

Segundo o Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM), o prognóstico emitido em 31 de maio, era de que o nível do rio poderia alcançar 30 metros, o que se confirmou no último sábado (05) e podendo subir mais dois centímetros, até o final do período. Para os próximos dias a tendência é de estabilização das cotas e até a próxima semana pode ter início o processo de vazante, que deve ser lento e gradual, portanto, o patamar de cheia severa deve se prolongar ao longo das próximas semanas.

Ainda de acordo com o CPRM, o rio Solimões, em Manacapuru (AM) , atingiu no dia 5, a cota de 20,82m, nível que também representa a maior cheia da série histórica. Até então o recorde havia sido registrado em 2015. Os registros em Manacapuru têm 49 anos.

Em Manaus, no período de 50 dias, 15 bairros foram afetados pela cheia histórica, atingindo um total de aproximadamente quatro mil famílias.

© 2019-2021 - 18 Horas - Todos os direitos reservados.
Rede de Rádio Difusão Novidade Técnica LTDA
34.503.722/0001-80