Conecte-se conosco

Manaus

Prefeito de Manaus diz que crise foi causada pelas redes sociais e que vai exonerar ex-vereadores

Prefeito de Manaus diz que vai exonerar ex-vereadores que perderam a eleição nomeados para cargos na Manauscult.

Em pronunciamento na tarde desta quinta-feira, o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante) culpou adversários políticos e as redes sociais, onde milhares de internautas têm lhe criticado, pela suspensão temporária da vacinação em Manaus, que ocorreu após denúncias de que médicas recém-formadas nomeadas por ele para trabalhar em Unidades Básicas de Saúde (UBS) teriam sido beneficiadas e furado a fila da vacina contra a Covid-19.

Segundo o prefeito a vacinação retornará nesta sexta-feira (22) em 19 unidades hospitalares indicadas pelo governo federal. A prefeitura disponibilizará os profissionais para aplicação das doses.

David Almeida disse que não há desvio de vacinas na cidade e que a crise foi causada por “fake news”, segundo ele, inventadas e promovidas por grupos políticos adversários – que ele não identificou. Ele afirmou que a Prefeitura está funcionando e que “todas as ações são positivas”. Para ele, os ataques são de “milícias digitais”, que prometeu identificar, com a intenção de “desestabilizar os serviços públicos para aparecerem como salvadores da pátria”.

O prefeito não falou sobre a coincidência de que as médicas foram nomeada dois dias antes de receberem a vacina. Nem sobre as investigações abertas pelos órgãos de controle como o Ministério Público Federal (MPF), o Ministério Público do Amazonas (MP-AM) e o Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre desvio de vacinas para pessoas e profissionais que não estão na linha de frente do atendimento aos doentes de Covid-19.

David Almeida negou a declaração que deu, em live nas redes sociais, afirmando que ia proibir, por decretos, que as pessoas fizessem fotografias no momento da vacinação nos postos da prefeitura. “Foi uma declaração intempestiva”, disse. Para ele, a prefeitura está melhor e não tem do que se envergonhar.

Nomeações

David Almeida falou sobre a polêmica das nomeações que ele assinou dos ex-vereadores Elias Emanuel, Carlos Portta, André Luiz e Reizo Castelo Branco: “As nomeações são dos secretários. O secretário monta sua equipe. Eu vou dar uma notícia em primeira mão pra vocês. O secretário (Alonso Oliveira, titular da ManausCult), colega de vocês me ligou e pediu pra tornar sem efeito as nomeações e eu vou fazer”, disse David.

As nomeações dos ex-vereadores repercutiram muito mal desde ontem, especialmente entre artistas manauaras. Elias Emanuel havia sido nomeado para coordenar o Departamento de Grandes Eventos; Reizo Castelo Branco para Diretor do Departamento de Difusão Cultural; André Luiz (PL)  como assessor técnico III e Carlos Portta (PSB) para a direção do Café Teatro.

Outras nomeações muito questionadas são a da advogada Tarciana Almeida,  esposa do vice-governador Carlos Almeida, para diretora da Casa Civil e do ex-vereador Fabrício Lima para dirigir um departamento da Secretaria da Mulher, Assistência Social e Cidadania. Essas nomeações até o momento não foram revogadas pelo prefeito.

O prefeito disse que não vai sustentar com dinheiro público blogs e sites que estão criticando a sua administração. Ele disse que há donos de blog que recebiam R$ 60 mil da Prefeitura por mês e comparou com o salário de R$ 18 mil do prefeito.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *