Conecte-se conosco

Manaus

Manaus vive crise de segurança e tem noite de terror; 17 veículos são queimados

O Corpo de Bombeiros registrou ao menos 17 ocorrências de incêndio a veículos na capital amazonense

Sete ônibus foram incendiados durante a madrugada e noite de deste domingo (06)

Membros de uma facção criminosa provocaram uma série de ataques durante a madrugada e manhã deste domingo (06/06) incendiando ao menos sete ônibus do transporte coletivo de Manaus, conforme informações do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Manaus (Sinetram). O Corpo de Bombeiros registrou 17 ocorrências de incêndio de veículos na capital amazonense.

Em coletiva de imprensa, na manhã deste domingo, o secretário estadual de Segurança, Louismar Bonates, informou que as ações em série praticadas pelos criminosos foi em resposta à morte de um dos líderes da facção criminosa, que morreu no sábado (05/06), em confronto com policiais militares.

“Isso aí foi motivado em razão da morte de um traficante conhecido como ‘Dadinho’ e a inteligência levantou que essa ordem veio de dentro do presídio. Eu quero informar que quem for localizado dando essa ordem, será solicitada a transferência”, declarou o secretário Bonates, informando que foi montado um Gabinete de Crise com policiais militares e civis para acompanhar o caso.

Em nota distribuída à imprensa, o Sinetram informou que toda a frota de ônibus foi recolhida às garagens e classificou os ataques como “ato terrorista”. O Sinetram cobrou do Governo do Estado segurança para a normalização do serviço. “Pedimos às autoridades públicas competentes imediatas e urgentes providências para a identificação dos criminosos e para a cessação da onda de violência a fim de que seja viabilizada a normalização do serviço essencial de transporte coletivo”, diz o trecho da nota.

Nos vídeos que circulam nas redes sociais, os bandidos atearam fogo até em frente de delegacia de polícia em Manaus e atacaram uma ambulância; fecharam parte da avenida Brasil, na Compensa, zona oeste, entre outros atos criminosos.

Veja a nota do Sinetram:

“O Sinetram repudia os atos de vandalismo ocorridos nas primeiras horas deste domingo (06/06), em que 7 ônibus do transporte coletivo foram incendiados dentre outros atos violentos. A violência das ações, aparentemente de caráter terrorista, causou pânico nos operadores do serviço, pois há relatos de grupos encapuzados e armados praticando tais atos, sendo que, por isso, toda a frota foi recolhida. Atos dessa natureza, além de serem crimes de dano e ilícitos civis, visam disseminar o medo e inviabilizam o serviço essencial.

Diante desse cenário, os maiores prejudicados são o usuário do transporte coletivo e os trabalhadores do sistema de transporte cujas vidas estão em risco. Por fim, pedimos às autoridades públicas competentes imediatas e urgentes providências para a identificação dos criminosos e para a cessação da onda de violência a fim de que seja viabilizada a normalização do serviço essencial de transporte coletivo”.

 

© 2019-2021 - 18 Horas - Todos os direitos reservados.
Rede de Rádio Difusão Novidade Técnica LTDA
34.503.722/0001-80