Conecte-se conosco

Manaus

Ipea: Manaus tem o sétimo pior tempo de deslocamento casa-trabalho

A pesquisa mostra como as desigualdades sociais e espaciais afetam o acesso a oportunidades econômicas nas cidades brasileiras.

Manaus tem o sétimo maior tempo de deslocamento casa-trabalho entre os vinte maiores municípios do Brasil. A média, na capital amazonense, é de 41 minutos, apenas 10 minutos a menos do que a média de São Paulo (SP), a maior cidade do País, de 51 minutos. Os dados são do estudo Desigualdades Socioespaciais de Acesso a Oportunidades nas Cidades Brasileiras – 2019, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

O estudo mostra que Manaus ocupa a 14ª posição em mobilidade urbana. A pesquisa mostra como as desigualdades sociais e espaciais afetam o acesso a oportunidades econômicas nas cidades brasileiras: facilidade com que pessoas de diferentes áreas das cidades, níveis de renda e cor/raça conseguem acessar as oportunidades de empregos formais, escolas públicas e serviços de saúde prestados pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

Em Manaus, a média do tempo mínimo de viagem por bicicleta até a escola de Mível Médio mais próxima de casa para pobres e ricos é quase a mesma, entre 5 e 10 minutos. Na capital do Amazonas, os mais ricos têm uma quantidade maior de empregos disponíveis próximos de suas residências. A cidade ficou na 16ª colocação neste quesito.

Em Manaus, a razão entre o número de unidades de saúde de alta complexidade acessíveis a pé em até 60 minutos pelas populações branca e negra fica entre 1 e 1,5. Embora ocupe a 15ª posição no ranking, o resultado mostra que em Manaus o acesso aos hospitais ainda é mais fácil para a população branca.

 

Capitais: Manaus fica em 15º lugar no ranking Calçadas do Brasil 2019

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

3 × 3 =