Conecte-se conosco

Manaus

Evento é uma iniciativa encabeçada pela Igreja Católica, em todo o Brasil, que reúne movimentos sociais, visando despertar para a solidariedade, para a organização e renovação da esperança

A Arquidiocese de Manaus, através da Cáritas e Pastorais Sociais, realiza no dia 5 de setembro, a 25º edição do Grito dos Excluídos e Excluídas – Vida em Primeiro Lugar. Este ano, o evento terá por lema “Este sistema não vale! Lutamos por Justiça, Direitos e Liberdade!”. Em Manaus, a concentração acontece na Rotatória de Iranduba, após da saída da Ponte Rio Negro, e espera reunir cerca de 5 mil pessoas em uma Romaria das Águas, dando voz e vez a quem é colocado à margem da sociedade.

Trata-se de uma iniciativa encabeçada pela Igreja Católica, em todo o Brasil, que reúne movimentos sociais, visando despertar para a solidariedade, para a organização e renovação da esperança dos pobres, tornando-os sujeitos de uma nova sociedade, sinal do Reino de Deus.

“Na sua vigésima quinta edição, o grito já faz parte do calendário de eventos da sociedade civil. Seria muito bom se não fosse mais necessário fazer uma ação como essa. Isto seria possível caso o fenômeno da exclusão tivesse terminado ou diminuído a ponto de se tornar contornável. Em qualquer sociedade haverá indivíduos que serão excluídos ou que se colocarão com toda a liberdade fora da maioria. Mas no Brasil o fenômeno da exclusão é sistêmico. Grupos inteiros de pessoas são excluídas da saúde, educação, moradia digna, segurança como fruto de um sistema excludente”, disse Dom Sergio Castriani, arcebispo metropolitano de Manaus.

O arcebispo disse, ainda, que o grito dos excluídos não é um grito de desespero, mas de alegria pelo dom da vida e quer chegar àqueles que impedem as pessoas de viver com seus planos econômicos e suas empresas que trazem a morte da natureza e da humanidade.

Sobre a temática

De acordo com os organizadores do eventos, os direitos e os avanços democráticos conquistados nas últimas décadas, frutos de mobilizações e lutas, estão ameaçados: “o ajuste fiscal, a reforma trabalhista aprovada e o projeto de Reforma da Previdência estão retirando direitos dos trabalhadores para favorecer aos interesses do mercado. Diante desta realidade vivida pela população, o Grito precisa colaborar para gerar processos de conscientização e de mobilização social e de profecia da Igreja em defesa dos mais vulneráveis”.

Evento
Grito dos Excluídos e Excluídas 2019 – Romaria das Águas
Horário: 16h (Concentração)
Local: Rotatória, após da saída da Ponte Rio Negro, no Cacau Pirêra.
Informações: (92) 3212-9030 / 3212-9031

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

doze + 18 =