Conecte-se conosco

Economia

Suíça volta a receber turistas brasileiros vacinados, dispensa quarentena e aceita Coronavac

O brasileiro também não precisará mais ser submetido a quarentena quando desembarcar no país.

Vista de Berna, na Suíça: Brasileiros gastam em média 240 francos por dia. (Foto: Louis/Pexels/Valor)

A Suíça reabre as fronteiras para os brasileiros vacinados a partir deste sábado, dia 26. A vacina chinesa Coronavac, a mais utilizada no Brasil — pois é produzida no Instituto Butantan, de São Paulo, em parceria com o laboratório chinês Sinovac —, é aceita na Suíça, ao contrário da Sputnik russa. O brasileiro também não precisará mais ser submetido a quarentena quando desembarcar no país.

Tudo isso é boa notícia para o brasileiro que pode viajar para a Suíça, um dos países mais ricos e mais caros do mundo. A decisão do governo federal helvético foi comemorada também pelas autoridades suíças do turismo, pois os brasileiros são particularmente apreciados estão entre os que mais gastam em sua em sua estadia no país.

“Os turistas brasileiros são importantes para o turismo suíço, pois eles gastam 240 francos (R$ 1.300) por dia, muito mais que os turistas suíços ou europeus”, disse o porta-voz do Departamento Suíço de Turismo, André Aschwanden. Em comparação, os turistas nórdicos gastam 200 francos suíços por dia. Os chineses gastam 300 francos. A média de despesa diária de um turista estrangeiro no país é de 160 francos suíços.
Em 2019, antes da pandemia, a Suíça registrou 249 mil pernoites de turistas brasileiros. Foi um crescimento de 2,7% comparado com o ano anterior.

Agora, as informações procedentes dos representantes do turismo suíço em São Paulo são de que turistas brasileiros contam os dias para voltar a visita o país. Aschwander diz que essa é uma boa notícia, mas reconhece que ainda há muita incerteza globalmente sobre a crise sanitária e o movimento de retomada das visitas será gradual.

As autoridades suíças decidiram que as pessoas vacinadas ou curadas podem entrar na Suíça provenientes de um país com uma variante preocupante, sem obrigação de teste nem de quarentena. Ou seja, a obrigação de quarentena é suspensa para quem vem de um país com variantes contra as quais a vacinação é eficaz.

Concretamente, o turista vacinado não precisa apresentar teste negativo contra covid-19, mesmo se vem de um país onde a variante Delta é predominante, como é o caso de Índia e Reino Unido.

Para o brasileiro vacinado, a Suíça dá uma boa notícia, ao contrário do que acontece na vizinha França, que mantém o Brasil na lista vermelha. De maneira geral, continuará difícil para o brasileiro se deslocar para um bom número de países, por causa dos casos persistentemente em alta de covid no país em decorrência do atraso do governo na aquisição de vacinas e da insistência em promover tratamentos ineficazes.

Com informações do Valor Econômico.

© 2019-2021 - 18 Horas - Todos os direitos reservados.
Rede de Rádio Difusão Novidade Técnica LTDA
34.503.722/0001-80