Conecte-se conosco

Economia

Aposentados do INSS com benefício acima do salário mínimo terão reajuste de 10,16%

Aumento nos benefícios do INSS é baseado no INPC, um indicador de inflação, de 2021.

Os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) com benefício maior que um salário mínimo terão reajuste de 10,16% em 2022. O valor é maior que o reajuste de 5,45% em 2021, e segue o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) do ano passado.

Além do aumento, o teto dos benefícios do INSS passará a ser de R$ 7.087,22 em 2022, seguindo o valor do INPC. O índice foi divulgado nesta terça-feira (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) junto com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Os novos valores ainda serão confirmados pelo governo federal por meio de publicação no Diário Oficial da União. O reajuste para segurados do INSS com benefício acima do piso segue a lei 8.213, de 1991.

Já para aqueles que passaram a receber a aposentadoria ou pensão a partir de fevereiro de 2021, o valor de reajuste é diferente. Nesses casos, o reajuste varia conforme o primeiro mês de concessão do benefício, e os valores serão divulgados pelo governo.

O pagamento dos benefícios para quem recebe acima de um salário mínimo começarão em 1º de fevereiro, com as datas seguindo o final do cartão do benefício, que aparece antes do traço. Confira todas as datas:

Reajuste para quem ganha um salário mínimo fica maior

No caso dos aposentados e pensionistas que recebem o benefício no valor de um salário mínimo, o piso, o aumento em 2022 será maior, de 10,18%. A quantia é definida pelo reajuste do salário mínimo, elevado pelo governo federal de R$ 1.100 para R$ 1.212. Confira as datas de pagamento:

 

A informação é da CNN Brasil.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − nove =