Conecte-se conosco

Brasil

Papa Francisco pede que bispos e padres da região Amazônica sejam “corajosos e audazes”

Nesse documento, o Papa sugere a ampliação das responsabilidades de diáconos, freiras e laicos para combater a crônica falta de padres na Floresta Amazônica e defende que a Igreja exerça seu papel social.

Papa Francisco. (Foto:Reprodução)

O papa Francisco enviou uma mensagem para os participantes do 4º Encontro da Igreja Católica na Amazônia Legal, realizado em Santarém (PA) entre 6 e 9 de junho, e pediu que os bispos e padres da região sejam “corajosos e audazes”.

“Sonhemos juntos comunidades cristãs capazes de se empenhar e se encarnar na Amazônia, até o ponto de entregar à Igreja novos rostos com traços amazônicos”, diz a carta escrita pelo pontífice.

“Sejam corajosos e audazes, abrindo-se com confiança à ação de Deus que criou tudo e nos inspira a anunciar o Evangelho e a contemplar a beleza da criação, ainda mais exuberante nas terras amazônicas”, acrescentou Francisco.

O encontro lembra os 50 anos do Documento de Santarém, que delineou ações para a evangelização na Amazônia. A floresta já foi tema de um sínodo convocado por Francisco em 2019, que deu origem à exortação apostólica “Querida Amazônia”.

Nesse documento, o Papa sugere a ampliação das responsabilidades de diáconos, freiras e laicos para combater a crônica falta de padres na Floresta Amazônica e defende que a Igreja exerça seu papel social e fique ao lado dos oprimidos.

A informação é do portal Terra.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 × três =