Conecte-se conosco

Brasil

Noruega e Alemanha se posicionam contra mudanças no Fundo Amazônia

As doações para o Fundo Amazônia estão relacionadas à redução do desmatamento —quanto menos desmate, maior será o valor doado. Recentemente, Salles afirmou ter encontrado problemas nos contratos do fundo.

Noruega e Alemanha se posicionaram, em carta ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salle pela manutenção da atual estrutura do Fundo Amazônia. “Na ausência de quaisquer mudança concordadas quanto à governança do Fundo Amazônia, esperamos que o BNDES continue a gerir o fundo e aprovar os projetos seguindo os acordos e as diretrizes existentes”, diz a carta.

O fundo é o maior projeto de cooperação internacional para preservar a floresta amazônica. E dez anos, recebeu mais de R$ 3,1 bilhões em doações —93,3% desse dinheiro veio da Noruega Gerido pelo BNDES, o valor é repassado a estados, municípios, universidades e ONGs. 

As doações para o Fundo Amazônia estão relacionadas à redução do desmatamento —quanto menos desmate, maior será o valor doado. Recentemente, Salles afirmou ter encontrado problemas nos contratos do fundo e defendeu mudanças.

Na carta, Noruega e Alemanha discordam da afirmação do ministro e dizem que o BNDES faz auditorias anuais, seguindo padrões internacionais, e que, até agora, elas são “unânimes no reconhecimento do uso eficiente dos recursos do Fundo Amazônia e nos impactos mensura redução do desmatamento”

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezessete − um =