Conecte-se conosco

Amazonas

Wilson Lima se diz “surpreendido” e atribui ataques à Zona Franca de Manaus a Paulo Guedes

Surpreendido significa, entre outras coisas, atônito, atordoado, desconcertado, espantado, estarrecido, perplexo.

Em entrevista à TV Amazonas, na última sexta-feira (29/04),o governador do Amazonas, Wilson Lima (UB), disse que foi “surpreendido” e que não tinha informação sobre a publicação dos novos decretos do governo federal que zeram a alíquota de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) dos concentrados de bebidas não alcoólicas e reduzem ainda mais as vantagens fiscais de indústrias instaladas no Polo Industrial de da Zona Franca de Manaus (ZFM).

Surpreendido significa, entre outras coisas, atônito, atordoado, desconcertado, espantado, estarrecido, perplexo. Mesmo assim, o governador afirmou que acredita na “boa intenção” do presidente Jair Bolsonaro (PL) e atribui os ataques contra ao Amazonas ao ministro da Economia, Paulo Guedes.

O governador anunciou que o governo estadual estuda impetrar novas ações no Supremo Tribunal Federal (STF) contra os decretos que, segundo ele, próprio, prejudicam o Estado. É que, segundo ele, a publicação dos novos decretos com a redução do IPI para 35%, a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) apresentada pelo Estado no último dia 22 perde o objeto e deve mais ser julgada.

Para o governador, os novos decretos trazem insegurança jurídica para a ZFM e afastam investimentos.

“O Ministério da Economia ou desconhece a Zona Franca ou simplesmente quer atacar o mais exitoso modelo de desenvolvimento econômico da região”, disse.

Sob pressão da sociedade, Wilson Lima anuncia que governo do AM protocolou ADIN contra medida que ameaça a Zona Franca de Manaus

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezesseis − dezesseis =