Conecte-se conosco

Amazonas

Wilson Lima confirma que não cumpriu promessa de entrar com ação em defesa da Zona Franca de Manaus

Governador disse que agendou um novo encontro com o presidente Jair Bolsonaro, e que vai insistir “no entendimento”.

O governador do Amazonas, Wilson Lima (UB) confirmou, nesta terça-feira (19/04), a informação do 18horas, de que não cumpriu, pela segunda vez, a promessa de entrar com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o decreto o Decreto nº 11.047/2022, que reduz em 25% as alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) no país. Segundo ele próprio, a medida do governo federal compromete a competitividade do Polo Industrial de Manaus (PIM), que reúne cerca de 500 indústrias e gera mais de 100 mil empregos diretos.

Ele deu entrevista, na tarde desta terça-feira e confirmou que que esteve em Brasília na segunda-feira (18/04), agendou um novo encontro com o presidente Jair Bolsonaro, e que vai insistir “no entendimento”. “Não desistimos da ação. A gente continua lutando. A gente tá encontrando um caminho político para resolver isso”, disse ele, após um evento de lançamento do Hospital Veterinário do Amazonas.

Na sexta-feira passada (15/04), Wilson Lima prometeu, pela segunda vez, que a Procuradoria Geral do Estado (PGE) iria protocolizar, no mesmo dia, uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) no STF contra o Decreto nº 11.047/2022. Até o final da tarde desta terça-feira, não havia registro da ação no site do STF.

Wilson Lima disse que conversou com “interlocutores do governo federal” e marcou uma agenda com Bolsonaro, na semana que vem. E que acredita que o presidente vai garantir os direitos da Zona Franca de Manaus.

O governador participou de dois eventos públicos oficiais, na tarde desta terça-feira, em Manaus e, em nenhum deles, em seus discursos, fez referência à promessa não cumprida, de acionar STF contra o decreto o Decreto nº 11.047/2022. Além da solenidade do anúncio da ordem de serviço para a futura construção do Hospital Público Veterinário, ele participou do Fórum Estadual das Casas Legislativas do Amazonas (Feclam), promovido pela Assembleia Legislativa.

Bolsonaro criticou ação no Supremo contra redução do IPI e a favor da Zona Franca de Manaus

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

10 + 8 =