Conecte-se conosco

Amazonas

Universidade Federal do AM aprova exigência do cartão de vacinação contra Covid-19

A decisão colegiada considera o parecer aprovado, dia 27 de dezembro, pelo Comitê Interno de Enfrentamento à Covid 19 da Ufam, o quadro epidemiológico nacional e regional e a situação vacinal da Ufam

O Conselho Universitário da Universidade Federal do Amazonas (Consuni/Ufam) aprovou por unanimidade, na tarde desta quinta-feira (30/12), a proposta que torna obrigatória a apresentação do cartão de vacinação contra covid-19 para acessar as dependências da Universidade. A decisão colegiada considera o parecer aprovado, dia 27 de dezembro, pelo Comitê Interno de Enfrentamento à Covid 19 da Ufam, o quadro epidemiológico nacional e regional e a situação vacinal da Ufam.

Na última quinta-feira, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, anunciou que decidiu proibir as Instituições Federais de Ensino de exigir a vacinação contra covid-19 como condicionante ao retorno das atividades educacionais presenciais. Pela determinação do ministro, compete a essas instituições a implementação dos protocolos sanitários e a observância das diretrizes estabelecidas por resolução do Conselho Nacional de Educação de agosto deste ano.

Na Ufam, a exigência do passaporte vacinal contra à covid-19 vale para todo o corpo docente, discente, técnico-administrativo e terceirizados, assim como para todos aqueles que necessitarem de acesso aos serviços oferecidos pela Ufam, respeitando os princípios éticos e humanitários de cada situação. De acordo com a reitora em exercício, professora Therezinha Fraxe, desde o início da pandemia a Ufam trabalha para esse momento.

“A ações da Ufam são voltadas para planejar um retorno seguro, onde, prioritariamente, devemos pensar nas pessoas e assim temos feito, desde março de 2019. Estando assessorados pelo nosso Comitê Interno, ouvindo e compartilhando as decisões com a nossa comunidade, a decisão de hoje, do Consuni, nos faz avaliar ser possível avançarmos nas nossas atividades sem esquecermos o principal: a saúde em coletivo. A Ufam busca preservar cada um daqueles que compõem essa comunidade, esse é o nosso compromisso, é o que defendemos”, enfatizou.

O relator e conselheiro do Consuni, professor Edson de Oliveira Andrade, em seu parecer favorável, considerou os seguintes pontos para tratar sobre a vacinação: Ciência; dever social e vacina e a comunidade universitária. “Essa é uma etapa, um passo a mais, em que a Ufam contribui na busca de uma sociedade melhor”, destacou.

Além da exigência do cartão de vacinação contra covid-19, o Consuni também tratou de alterações no Plano de Biossegurança em vigor e aprovado em julho de 2020.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

11 − quatro =