Conecte-se conosco

Amazonas

Suframa: faturamento do PIM cresce 13,71% em reais e cai 9,60% em dólar, em janeiro

Em janeiro, o PIM registrou média de 100.005 trabalhadores, entre efetivos, temporários e terceirizados.

A Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) informou que o Polo Industrial de Manaus (PIM) faturou, em janeiro, R$ 10,22 bilhões, 13,71% a mais, na comparação com janeiro de 2020 (R$ 8,96 bilhões). Segundo a Suframa, foi o melhor resultado na história, em moeda nacional, para o primeiro mês do ano. O faturamento em dólar foi de US$ 1.896.117.210, o que indica uma queda de 9,60 % com relação a janeiro do ano passado, de US$ 2.097.495.098.

Contribuíram para o resultado o desempenho dos segmentos Eletroeletrônico (faturamento de R$ 2,32 bilhões e crescimento de 6,42%), Bens de Informática do Polo Eletroeletrônico (faturamento de R$ 2,56 bilhões e crescimento de 33,79%), Metalúrgico (faturamento de R$ 1,09 bilhão e crescimento de 36,08%), Químico (faturamento de R$ 1,04 bilhão e crescimento de 13,39%), Termoplástico (faturamento de R$ 987,51 milhões e crescimento de 60,62%) e Mecânico (R$ 735,63 milhões e crescimento de 2,54%). O segmento de Vestuário e Calçados registrou faturamento de R$ 3,41 milhões – aumento de 252,54% na comparação com o mesmo mês de 2020.

Em janeiro, o PIM registrou média de 100.005 trabalhadores, entre efetivos, temporários e terceirizados, o que indica aumentos de 1,13% ante dezembro de 2020 (98.884 trabalhadores) e de 7,01% na comparação com janeiro do ano passado (93.453 trabalhadores).
Produtos

Entre os principais produtos fabricados pelo PIM, os maiores destaques em janeiro foram itens representativos do segmento de Bens de Informática do Polo Eletroeletrônico que já vinham apresentando elevadas taxas de aumento na produção em 2020, tais como microcomputadores portáteis (crescimento de 78,44% no ano passado) e tablets (crescimento de 126,31%). Esses produtos deram continuidade aos bons resultados no início deste ano e registraram, respectivamente, produção de 37.180 unidades (aumento de 25,49% ante janeiro de 2020) e de 128.080 unidades (crescimento de 89,76%).

Outros itens que também tiveram destaque incluíram rádios e aparelhos reprodutores e gravadores de áudio portátil (MP3/Mp4 e toca disco digital a laser), com produção de 55.977 unidades em janeiro e crescimento de 22,61%, e aparelhos de barbear, com fabricação de 167.962 unidades e crescimento de 8,94%.

O superintendente da Zona Franca de Manaus, Algacir Polsin, disse que os números devem ser comemorados, mas há que se manter a prudência em relação aos resultados dos próximos meses, principalmente, em virtude do agravamento dos efeitos da pandemia da Covid-19 em todo o País.

“Aproximadamente 98% do nosso faturamento é oriundo do mercado nacional. Então, precisamos avaliar o quanto esta nova onda da pandemia impactará o ambiente de negócios e, consequentemente, o nosso desempenho do primeiro semestre. Contudo, começar o ano de forma tão positiva foi muito importante e nos permite, sem dúvidas, ganhar um otimismo e vigor que, neste momento de dificuldades, são fundamentais”, afirmou Polsin.

Veja aqui a íntegra dos indicadores da Suframa.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *