Conecte-se conosco

Amazonas

Sindicato dos Médicos afirma que propaganda do governo do Amazonas sobre saúde é mentirosa

“Propaganda não faz milagre Governador! Respeite o povo do Amazonas!”, diz a nota, acusando o governo do Amazonas de usar e abusar de meios de propaganda para dizer para a sociedade que a “saúde está melhor”

Em nota publicada em seu site na internet, o Sindicato dos Médicos do Amazonas (Simeam) afirma que a propaganda do governo do Estado nos meios de comunicação “mente”. E mente “porque (o governador) Wilson Lima (PSC) mente de forma descarada, descabida e sem compromisso com a população”.

Segundo o Sindicato, a saúde não está bem após a pandemia; os casos de Covid-19 se alastraram pelo interior que continua sem equipamentos para o trato dos pacientes infectados; os profissionais da saúde continuam sem ter os seus salários em dia a CPI da Saúde na Assembleia Legislativa mostra a cada dia que muita coisa precisa mudar na saúde do Amazonas”

“Propaganda não faz milagre Governador! Respeite o povo do Amazonas!”, diz a nota, acusando o o governo do Amazonas de usar e abusar de meios de propaganda para dizer para a sociedade que a “saúde do estado está melhor”, que “hoje o Amazonas tem um legado”, que “tem mais leitos de UTI”. Tudo isso com peças de marketing muito bem feitas e para quem não conhece o Amazonas, pode achar que de fato tudo está bem, acrescenta.

“Na propaganda tudo vai bem, tudo funciona, tem leitos de UTI, tem remédios, tem salários pagos em dia mas nós sabemos que nada disso é real. Quem está na linha de frente do combate ao Covid-19 sabe e sente na pele as consequências de tudo isso. Muitos de nossos colegas pagaram com a sua vida e o governo não deu nenhuma assistência ou indenização as famílias desses guerreiros, em que pesem nossos apelos”, diz o Simeam.

A nota do Simeam faz perguntas: “a pandemia fez os problemas da saúde desaparecerem como um truque de mágica? Hoje não temos nenhum trabalhador da saúde com salários atrasados? As compras de insumos e equipamentos hospitalares seguem o que há de mais rigoroso na lei? Não tem pacientes na fila da morte principalmente no Francisca Mendes, FCecon e Adriano Jorge, por falta de insumos e gestão?”

E a nota mesmo responde: “Nada mudou! As tragédias continuam a acontecer tão graves quanto as da pandemia no seu pico. Somente um choque de gestão e compromisso do governo podem de fato mudar os rumos da saúde pública do Amazonas”.

O Sindicato faz um apelo: “governador pare de gastar em propaganda e invista de fato na saúde em prol da sociedade amazonense”.

A nota diz, também que “os problemas não desapareceram mas se agravaram”, que “todo o Amazonas sabe dos erros e atos irresponsáveis que foram realizados na saúde”, e cita a “compra de ventiladores pulmonares em empresa de vinhos, lavanderia suspeita locação de espaço sem contratos, entre tantas outras coisas”.

R$ 160 milhões

Este ano, segundo levantamento do 18horas, a gestão do governador Wilson Lima (PSC) vai bater o recorde histórico do Estado com gastos com publicidade e propaganda. Até a última terça-feira, a Secretaria de Comunicação (Secom) já havia empenhado R$ 95,6 milhões, R$ 26,9 milhões a mais de tudo que pagou no ano passado e R$ 39,4 milhões a mais de tudo que foi pago em 2018.

Os dados estão disponíveis no Portal da Transparência do Estado.

Mantida a média mensal de empenhos, de R$ 13,5 milhões, o total de gastos da gestão podem passar de R$ 160 milhões em 12 meses.

Governo Wilson Lima bate recorde histórico de gastos com propaganda no Amazonas

1 Comentário

1 Comentário

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − dois =

Need Help? Chat with us