Conecte-se conosco

Amazonas

Sem justificativa, Cosama quer gastar R$ 4 milhões em diárias de hotel quatro estrelas, denuncia Wilker Barreto

O deputado questionou as razões do quantitativo das diárias sem a devida transparência quanto ao período e a forma de utilização do dinheiro público.

O deputado estadual Wilker Barreto (Cidadania) usou a Sessão Ordinária híbrida da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) desta terça-feira, 26, para denunciar que a Companhia de Saneamento do Amazonas (Cosama) quer gastar R$ 3.853.664,10 milhões em serviços de hospedagem, padrão 4 estrelas. A revelação do parlamentar aponta que serão 14.417 diárias, no valor de R$ 267,30 cada, por um período de 12 meses, para atender as necessidades da empresa, que atua em 14 municípios do Estado.

Em seu discurso, Wilker informou que a Cosama aderiu à Ata de Registro de Preços nº 086/2021, resultante do Pregão Eletrônico nº 786/2020 que trata da contratação de serviços de hospedagem no padrão Quatro estrelas, em termo de contrato nº 010/2022 celebrado no dia 23 de março deste ano pelo diretor-presidente da empresa, Armando do Valle. O deputado ainda questionou as razões do quantitativo das diárias sem a devida transparência quanto ao período e a forma de utilização do dinheiro público.

“Se não fosse trágico, seria cômico. A Cosama tem obrigação de levar água e, convenhamos, não leva para 14 cidades do Amazonas, mas aderiu a um Pregão Eletrônico de quase R$ 4 milhões a ser utilizados para diárias de hospedagem em hotel quatro estrelas. Detalhe, a Amazonastur, que é a empresa que cuida do turismo no Amazonas, aderiu a mesma ata, com o mesmo objeto, mas pela metade do preço. É brincadeira!”, ponderou Barreto.

O líder da oposição na Casa Legislativa voltou a criticar a má aplicação do dinheiro público na gestão Wilson Lima e afirmou que irá solicitar ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) o cancelamento do termo de contrato celebrado pela Cosama.

“Não me surpreende porque neste governo Wilson Lima até boi voa. Só que o nosso intuito aqui é evitar que a despesa aconteça, por isso, eu estou pedindo uma cautelar no Tribunal de Contas para evitar qualquer gasto desnecessário. Essa denúncia é grave, total obscuridade no que diz respeito à transparência”, finalizou Wilker.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

1 × 1 =