Conecte-se conosco

Amazonas

Presidente do Coren diz que governo do Amazonas desrespeita milhares de trabalhadores do Regime de Direito Administrativo

Sandro André da Silva Pinto disse que profissionais de saúde estão sendo tratados pelo governo do Amazonas de “maneira covarde e desrespeitosa”.

O presidente do Conselho Regional de Enfermagem do Amazonas (Coren), Sandro André da Silva Pinto, gravou vídeo e postou nas redes sociais criticando o governador do Amazonas, Wilson Lima (UB) por excluir do reajuste do vale-alimentação. Segundo ele, a exclusão “é uma maneira covarde, desrespeitosa com que esses profissionais estão sendo tratados”, pelo governo do Estado.

“No Dirijo este vídeo ao governo do Estado e, nele, meu total repúdio. Ontem a tarde o governo anunciou o aumento no vale alimentação dos profissionais que atuam na saúde do nosso estado, excluindo milhares de profissionais do Regime de Direito Administrativo, os RDAs”, diz Sandro Pinto.

Ele também diz que a situação dos RDAs precisa ser resolvida. “É uma forma de contrato muito frágil, pois esses profissionais deixam de receber diversos direitos trabalhistas, como a insalubridade”, afirma.

O presidente do Coren também diz que “é uma maneira covarde, desrespeitosa com que esses profissionais estão sendo tratados”. E que “esses profissionais, governador, eles são extremamente úteis para o bom andamento da saúde do nosso estado e merecem condições dignas para exercer seu trabalho” .

Ele defende que os RDAs sejam tratados com respeito e valorizados e pede que seja encontrada uma maneira de incluir também esses profissionais no reajuste do vale-alimentação, lembrando que foram eles “que durante a pandemia se sacrificaram pela saúde do Estado do Amazonas”.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

10 − um =