Conecte-se conosco

Amazonas

Presidente Bolsonaro autoriza uso das Forças Armadas contra desmatamento em Manaus e no Sul do Amazonas

O Governo do Amazonas informou que irá priorizar o combate ao desmatamento e queimadas nos municípios da Região Metropolitana de Manaus e do Sul do Amazonas, onde os alertas de desmatamento estão concentrados.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, autorizou, a pedido do governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), o emprego das Forças Armadas no combate ao desmatamento na região metropolitana de Manaus e no Sul do Estado. A medida foi publicada no DOU (Diário Oficial da União) desta quinta-feira, 28.

O Governo do Amazonas informou que irá priorizar o combate ao desmatamento e queimadas nos municípios da Região Metropolitana de Manaus e do Sul do Amazonas, onde os alertas de desmatamento estão concentrados. A Secretaria de Estado do Meio Ambiente informou que 81% da área degradada pertence a União.

O Governo do Amazonas informou que a aproximação do período de estiagem nas áreas tende a aumentar o risco de ocorrência de queimadas e incêndios florestais, caracterizando situação de alto risco ambiental a partir do segundo semestre.

Leia a nota do Governo do Amazonas:

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), informa que irá priorizar ações de combate ao desmatamento e queimadas nos municípios da Região Metropolitana de Manaus e do Sul do Amazonas, onde os alertas de desmatamento estão concentrados, sobretudo em territórios federais, responsáveis por 81% da área degradada, conforme dados do Deter/Inpe. Além disso, a aproximação do período de estiagem nas áreas tende a aumentar o risco de ocorrência de queimadas e incêndios florestais, caracterizando situação de alto risco ambiental a partir do segundo semestre.

As regiões de atuação foram definidas por meio do decreto governamental nº 42.306, do dia 21 de maio de 2020, que colocou as localidades em situação de emergência ambiental. No dia seguinte, um ofício foi enviado à Presidência da República solicitando adesão do Estado do Amazonas à GLO. Desde então, o Sistema Estadual do Meio Ambiente – formado pela Sema em conjunto com o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) – está em articulação com os órgãos de comando e controle para o alinhamento das ações integradas às Forças Armadas no Plano Operativo de Combate, já em prática pelo governo.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 3 =

Need Help? Chat with us