Conecte-se conosco

Amazonas

Policiais civis marcam nova manifestação contra Wilson Lima com presença de ministra dos Direitos Humanos

Os agentes da força policial pressionam governador do Amazonas por escalonamento

Foto: Divulgação

Investigadores e escrivães da Polícia Civil do Amazonas marcaram mais um ato público para pressionar o governador Wilson Lima (UB) pelo pagamento da última parcela do escalonamento e pela liberação das promoções dos policiais, que estão pendentes. Segundo um dos líderes do movimento da categoria, investigador James Figueiredo, a manifestação ocorrerá na frente da Delegacia Geral da Polícia Civil, zona centro-sul de Manaus, nesta quinta-feira (30/06), às 8h30, durante solenidade que acontecerá na DG e que contará com a ministra da Mulher, Cidadania e dos Direitos Humanos, Cristiane Britto.

Segundo James Figueiredo, os policiais civis vão se mobilizar mais uma vez para cobrar do governador Wilson Lima o pagamento da última parcela, prevista em lei aprovada em 2018, e o destravamento das promoções, segundo ele, não ocorrem desde 2011. James informou que a categoria vai se mostrar a insatisfação pelo tratamento recebido por parte do Governo Wilson Lima, em que ignora o pleito dos investigadores e escrivães da Polícia Civil. “Vamos fazer uma grande mobilização durante a entrega de novas viaturas, e também a vinda de uma ministra para Manaus. Da delegacia geral, vamos sair mobilizados em carro som até a sede do Governo do Estado para cobrar nossos direitos”, comentou James.

De acordo com James, a ministra Cristiane Britto vai participar da solenidade e de entrega de viaturas e posteriormente, no auditório da DG, da assinatura do Convênio da NUIAMs e Acordo de Cooperação Técnica com o Instituto Avon. “Vamos chamar a atenção da ministra a nossa situação, em que o governador do Amazonas comete esse descaso com a classe de investigadores e escrivães da Polícia Civil do Amazonas”, disse James.

Assembleia

Está prevista também para esta quinta-feira, às 19h, a Assembleia Geral Extraordinária do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Amazonas (Simpol-AM) para decidir sobre indicativo de greve da categoria, pauta única de reunião. O Edital de Convocação foi assinado pelo presidente em exercício da entidade, Renato Damasceno Bessa. A principal reivindicação do Simpol-AM é o pagamento do escalonamento dos profissionais.

Desde o dia 25 de maio, policiais civis do Amazonas se mobilizam contra o governador do Amazonas o qual é cobrado pelo cumprimento do que determina a Lei 4576/18, que assegurou a adequação salarial dos escrivães e investigadores em 5 parcelas, sendo que uma foi paga imediatamente, ainda em 2018. Sobraram quatro parcelas para os anos de 2019, 2020, 2021 e 2022.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

19 − um =