Conecte-se conosco

Amazonas

Pedido de exoneração obriga governador do Amazonas a mudar comandante da Polícia Militar

O coronel Ayrton Norte pediu exoneração do cargo de comandante da Polícia Militar do Amazonas (PM-AM) para se candidatar a vice-prefeito de Coari.

O coronel Ayrton Norte pediu exoneração do cargo de comandante da Polícia Militar do Amazonas (PM-AM) para se candidatar a vice-prefeito de Coari. Norte estava no posto desde o início da gestão do governador Wilson Lima (PSC), em janeiro de 2019, agora obrigado a nomear outro comandante.

O coronel Jerry Menezes assume o comando da corporação. Ele é irmão do coronel da reserva Alfredo Menezes (Patriota), aliado político do presidente Jair Bolsonaro e pré-candidato ao Senador.

Na semana passada, o tenente-coronel da PM-AM Juan Pablo Moraes Morillas, exonerado do comando do 8o Batalhão, com sede em Tabatinga, na fronteira do Estado com Colômbia e Peru, fez graves denúncias sobre as condições da corporação na região do Alto Rio Solimões.

Morillas, que ficou quatro meses no cargo, publicou uma ‘Nota de Despedida e Agradecimento’ em que relata graves problemas enfrentados pelos policiais militares para atuarem na região, hoje comandada pelo narcotráfico, na fronteira brasileira com dois países produtores e exportadores de cocaína, Peru e Colômbia.

“Neste curto espaço de tempo pude visitar e conhecer os sete municípios que fazem parte da circunscrição do 8o BPM, bem como algumas de suas comunidades rurais, inclusive comunidades indígenas, e verifiquei diversos aspectos que envolvem as questões relacionadas à segurança pública e defesa social na região, inclusive as péssimas condições de trabalho dos profissionais de Segurança Pública nestes municípios”, diz o tenente-coronel, na nota.

Governo do AM abandonou Polícia Militar na fronteira com Peru e Colômbia, diz ex-comandante

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

18 + 6 =