Conecte-se conosco

Amazonas

“O Estado não pode ser caloteiro”, diz deputado sobre o não pagamento retroativo das promoções da Polícia Militar do Amazonas

O deputado disse que os pagamentos estão sendo feitos, porém sem o valor retroativo acumulado no decorrer de todos os meses e até anos anteriores. Os policiais estão recorrendo à justiça.

FOTOS: Tacio Melo/Secom

O deputado estadual Ricardo Nicolau (Solidariedade) criticou o fato do Governo do Estado não ter pago o retroativo das promoções dos policiais militares. Segundo ele, a promessa do governo era pagar o benefício das promoções para 1,6 mil praças e oficiais da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) somente a partir de janeiro deste ano.

O deputado disse que os pagamentos estão sendo feitos, porém sem o valor retroativo acumulado no decorrer de todos os meses e até anos anteriores. Os policiais estão recorrendo à justiça.

“O Governo do Estado não pode ser caloteiro. Ele precisa dar o exemplo e não dar calote nos próprios servidores. É preciso haver uma gestão eficiente para identificar quem tem esse direito e pagar. Os direitos do servidor precisam ser resguardados”, ressalta o deputado.

Falta gestão

O deputado disse que o próprio governo informou que, desde o ano de 2019, mais de 3 mil militares foram incluídos nas promoções de carreira. “A falta de controle do governo no sistema de segurança pública reflete em indicadores, como o aumento de 54% no índice de mortes violentas, conforme dados do Monitor da Violência”, informou.

Ainda de acordo com Ricardo Nicolau, não faltou dinheiro, uma vez que entre 2019 e 2021, o Amazonas gastou quase R$ 6 bilhões com segurança pública.

“A Segurança Pública é um setor que abrange 100% da população. A segurança é importante para todo mundo. E você vê um contingente de pessoas que se dedicam, que estão trabalhando, e que não têm um incentivo. Quando você não faz isso, até o próprio profissional se sente desmotivado, desprestigiado diante daquele grande papel que ele tem”, ressaltou.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 × 2 =