Conecte-se conosco

Amazonas

Juíza decreta prisão de suspeito do desaparecimento de jornalista inglês e indigenista

Ainda nesta terça, a Polícia Federal encontrou vestígios de sangue na embarcação de Amarildo da Costa.

Foto: Divulgação

Na tarde desta terça-feira (09), a juíza Jacinta Silva dos Santos decretou a prisão temporária por cinco dias de Amarildo da Costa de Oliveira, o Pelado, suspeito de envolvimento no desaparecimento do indigenista Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips. Segundo O Globo, a prisão foi decretada durante a audiência de custódia do suspeito, que aconteceu na tarde desta quinta-feira.

Por volta das 17h, a Polícia Federal informou que foram encontrados vestígios de sangue na embarcação de Amarildo da Costa de Oliveira, 41 anos, conhecido como “Pelado”, preso em flagrante, na terça-feira (07/08). “Pelado” é um dos suspeitos do desaparecimento do indigenista Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips.

De acordo com a nota enviada pela PF, a prisão temporária do suspeito foi requerida à Justiça e o material coletado está a caminho de Manaus, em um helicóptero, para ser periciado. “Todas as comunidades no percurso foram abordadas, especialmente as de Santa Cruz, Cachoeira, São Gabriel e São Rafael. Além da busca fluvial, foi realizado um reconhecimento aéreo no itinerário de Atalaia do Norte até a base da FUNAI na entrada da terra indígena Vale do Javari, percorrendo pontos de interesse para a busca aos desaparecidos e para as investigações”, diz a nota da polícia.

Suspeito conhecido como Pelado é preso pela Polícia Federal. (Foto: Reprodução)

A Polícia Federal informou ainda que nas últimas 24 horas, a Operação Javari realizou busca fluvial na região do Rio Itaquaí, último local de avistamento dos senhores Bruno Pereira e Dom Phillips. Foram percorridos cerca de 100km computando a calha do Rio Itaquaí e seus afluentes.

De acordo a nota, o custo da operação até o momento perfaz o montante aproximado de R$ 684.000,00. “Os órgãos federais e estaduais reforçam o compromisso com a elucidação dos fatos e se empenham para que haja o retorno o quanto antes dos senhores Bruno Pereira e Dom Phillips para seus entes queridos”, diz a nota.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

16 − 1 =