Conecte-se conosco

Amazonas

Indústria da Zona Franca aumenta faturamento e registra perda de quase 2 mil vagas nos primeiros 5 meses de 2022

A correção nos valores médios dos salários ficaram abaixo dos índices de inflação.

Polo Industrial de Manaus. (Foto:Divulgação/Suframa)

O Polo Industrial da Zona Franca de Manaus (PIM) perdeu 1.907 vagas nos primeiros cinco meses deste ano (2022), resultado de 11.236 admissões e 13.143 demissões, de acordo com os indicadores da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), divulgados na última sexta-feira. Entre janeiro e maio, o PIM registrou faturamento de R$ 68,17 bilhões (US$ 13.79 bilhões), um crescimento de 10,96% em reais – e de 22,44% em dólar – na comparação com os R$ 61,44 bilhões (US$ 11.27 bilhões) registrados em igual período do ano passado.

De acordo com os indicadores, quase seis de cada dez (59,62%) trabalhadores diretos das fábricas que recebem incentivos fiscais da Zona Franca tiveram salários médios de até dois salários mínimos em 2022, ou 53.959 dos 90.491 registrados. Exceto mão-de-obra terceirizada e temporária, 32.040 trabalhadores receberam até 1,5 salário mínimo e 21.919 de 1,5 a 2 salários, em média.

A média geral de salários no PIM este ano é de R$ 3.050,47, acima da média de 2019, antes da pandemia, que foi de R$ 2.811,17. Diferença entre 2019 e 2022 ficou em 8,51%, abaixo dos 18,89% da inflação acumulada até 2021. Em dólar, a média salarial em 2019 era de US$ 711,79 e está em US$ 615,54 nos primeiros cinco. Meses de 2022, uma diferença de negativa de 15,63%.

A inflação oficial no Pais, de acordo com o IBGE, foi de 4,31% em 2019, 4,52% em 2020 e 10,06% em 2021.

Em maio de 2022, o polo industrial empregou 103.647 trabalhadores, entre efetivos, temporários e terceirizados, o que representa o 20º mês consecutivo em que o polo registra mão de obra acima de 100 mil empregos.

Com os resultados apurados até maio, a média mensal de empregos gerados em 2022 está fixada em 105.618 trabalhadores, o que representa um crescimento de 1,92% na comparação com a média mensal de empregos em igual intervalo de 2021 (103.619 trabalhadores).

De acordo com a Suframa, as exportações da ZFM fecharam os cinco primeiros meses do ano em alta. Elas alcançaram US$ 218.63 milhões. O crescimento foi de 25,14% em relação ao mesmo período de 2021 (US$ 174.70 milhões).

Dezessete segmentos industriais de Manaus registram crescimento no faturamento nominal nos cinco primeiros meses do ano na comparação com o mesmo período de 2021.

Os destaques foram os de duas rodas, com faturamento de R$ 10,14 bilhões e crescimento de 37,24%, e de bens de informática do polo eletroeletrônico, com faturamento de R$ 22,31 bilhões e crescimento de 31,64%.

Já em termos de faturamento real (com ajuste da inflação), sete segmentos apresentaram crescimento entre janeiro e maio de 2022 na comparação com o mesmo intervalo do ano passado: bens de informática, duas rodas, brinquedos (exceto bens de informática), relojoeiro, beneficiamento de borracha, ótico e bebidas.

Com relação aos principais produtos fabricados na ZFM, os maiores destaques nos cinco primeiros meses de 2022 foram: motocicletas, motonetas e ciclomotos, com 573.353 unidades produzidas e crescimento de 22,71%; tablets, com 1.014.035 unidades produzidas e crescimento de 31,35%; unidades evaporadoras para split system, com 164.824 unidades produzidas e crescimento de 168,63%; unidades condensadoras para split system, com 74.150 unidades produzidas e crescimento de 119,89%; compact discs, inclusive, CD-ROM e DVD-ROM, com 1.243.250 unidades produzidas e crescimento de 39,86%; aparelhos receptores de posicionamento global por satélite (GPS), com 23.744 unidades produzidas e crescimento de 89,95%; e lâminas e cartuchos, com 70.841.061 unidades produzidas e crescimento de 42,65%.

Veja a íntegra dos indicadores.

Suframa: 60% dos trabalhadores do PIM receberam só até dois mínimos por mês em 2021

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

sete + 10 =