Conecte-se conosco

Amazonas

Governo do AM adia, de novo, pagamento de R$ 9,7 milhões a técnicos de enfermagem

Ata relata reunião no final da tarde do dia 30 de dezembro em que secretário da Susam informa sobre o adiamento do pagamento da segunda parcela do 13º salário dos técnicos de enfermagem.

Em nova promessa, o governo do Amazonas adiou pela terceira vez a promessa de pagar metade do 13º salário a técnicos de enfermeiros terceirizados de unidades de saúde de Manaus. De acordo com a ATA SUSAM de Reunião Técnica 08/2019 – SEA Capital, entre o secretário de Saúde do Estado Rodrigo Tobias e empresas, a qual o 18horas teve acesso, a promessa ficou para o dia 2 de janeiro de 2020, ou “no mais tardar no dia 3”.

A reunião, no fim da tarde do dia 30 de dezembro, na sede da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), reuniu 10 empresas que fornecem técnicos de enfermagem ao governo. De acordo com a Ata, Rodrigo Tobias “cumprimentou os presentes e passou a esplanar a celeuma que perpassa o pagamento”. Ele informou que o acordo de que não conseguiu fazer o pagamento prometido para o dia 30 de dezembro, no valor de R$ 9,7 milhões. E prometeu pagar no dia 2 de janeiro.

“Com a palavra, o secretário executivo adjunto do FES (Fundo Estadual de Saúde), Perseverando Garcia Filho, pediu desculpas pelo não atingimento da meta de empenho”.
Ele disse que o recurso financeiro está disponível mas não foi possível fazer o pagamento pois o sistema “estava indisponível”. O secretário Tobias informou que vai ser necessário cancelar todos os empenhos e refazê-los”.

Um representante de uma das empresas informou que a secretaria tem obrigações, e que as reservas da empresa já estavam acabando, por isso precisava de uma confirmação do pagamento. Perseverando disse que havia garantias da Secretaria da Fazenda (Sefaz). Outro representante pediu para que fosse feito um comunicado ao Sindicato (Sindipriv) que representas os técnicos de enfermagem.

A secretária adjunta de Saúde da Capital, Dayana Mejia de Souza convidou as empresas a fazerem uma “ação conjunta” neste dia 31, com vistas a não causar desassistência nas unidades. Assinaram a Ata o secretário Tobias Lima, a chefe do Departamento de Ações de Saúde da Capital Nayara Maksoud, o chefe da Assessoria Jurídica Heleno Quintino, o secretário adjunto do FES, Perseverando Garcia Filho e a secretária de AtençAo Especializada da Capital, Dayana de Souza.

A decisão foi tomada sem a presença de representantes dos  técnicos de enfermagem. O Sindpriv não se manifestou sobre a decisão do governo, tomada junto com as empresas.

Nos últimos meses, o governo já fez várias promessas de pagamento às empresas, anunciou que pagaria diretamente aos trabalhadores e a confusão está causando problemas no atendimento nas unidades de saúde do Estado.

A Susam confirmou a reunião e informou que o pagamento para as empresas de enfermagem e técnicos de enfermagem será efetuado no dia 2 de janeiro, quinta-feira) e, no mais tardar, sexta (03/01). O recurso está disponível e só ainda não foi disponibilizado devido a “uma falha no sistema de pagamento da Sefaz, ocorrida entre a tarde de sexta e esta segunda-feira, que inviabilizou as operações bancárias”.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

7 + 6 =