Conecte-se conosco

Amazonas

Governo de Wilson Lima já registra R$ 1 bilhão a mais de arrecadação, mesmo com pandemia

O crescimento nominal da arrecadação de janeiro a julho deste ano, com relação ao ano passado, foi  de 9,97%. A inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), fechou o ano de 2019 em 4,31%.

A arrecadação de tributos estaduais no segundo ano da gestão do governador Wilson Lima (PSC) no Amazonas, de janeiro a julho deste ano, foi R$ 1,02 bilhão maior do que a do mesmo período do ano passado, de acordo com dados da Secretaria de Fazenda (Sefaz), desta sexta-feira (31/07), no Portal da Transparência do Estado. Este ano, foram arrecadados R$ 11,29 bilhões, contra R$ 10,27 bilhões de 2019.

 NÚMEROS DE 2020 E 2019 NO PORTAL DA TRANSPARÊNCIA

O crescimento nominal da arrecadação no período foi  de 9,97%. A inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), fechou o ano de 2019 em 4,31%. Em julho deste ano, foram arrecadados R$ 1,74 bilhões, contra R$ 1,74 bilhão de julho do ano passado.

De acordo com a Sefaz, no primeiro semestre (até junho) deste ano, houve um aumento de 4% na arrecadação tributária do Estado, na comparação com o mesmo período do ano passado. O resultado do Amazonas ficou acima da média nacional, que teve queda de 4% no mesmo período de comparação, devido à crise provocada pelo novo coronavírus. Amazonas, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul são os três estados com melhor desempenho de arrecadação no primeiro semestre do ano.

Na comparação mês a mês, o Amazonas teve três altas no primeiro trimestre – 18,9% em janeiro, 7,5% em fevereiro e 16,4% em março. Nos meses de isolamento social, o estado teve queda de 2,3% em abril e 19,9% em maio, mas voltou a se recuperar em junho, com crescimento de 7,6%, resultado impulsionado principalmente por uma receita extra com importação de combustíveis.

O secretário de Estado de Fazenda, Alex Del Giglio, comemora os números da arrecadação. Com muito trabalho na fiscalização, nos controles de arrecadação, conseguimos um discreto crescimento no semestre, porém bem superior à média dos estados”, comentou, explicando que fatores macroeconômicos também contribuíram para o desempenho da arrecadação.

No comparativo da receita tributária por imposto, a arrecadação de tributos estaduais do primeiro semestre de 2020, no Amazonas, superou o mesmo período de 2019, especialmente no que diz respeito ao ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) e ao Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF), com altas de 4,37% e 5,53% respectivamente. Já a arrecadação do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) teve queda de -1,9%, e do ITCMD (Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação), de -5% no mesmo período.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − quatro =

Need Help? Chat with us