Conecte-se conosco

Amazonas

Governador do Amazonas é vaiado e chamado de ‘genocida’ em solenidade da OAB no Teatro Amazonas, informa site

O protesto contra Wilson Lima foi feito com o Teatro Amazonas lotado e diante de autoridades do Legislativo, Executivo e do Judiciário, informa o site D24AM

Foto: Nathalie Brasil OAB-Nacional

O governador Wilson Lima (UB) foi vaiado e chamado de genocida durante a posse da nova diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB-AM), nesta sexta-feira(08/04), no Teatro Amazonas, lotado, onde ocorreu o evento. As informações são do site D24Am, que postou um vídeo do protesto.

Na cerimônia que começou às 10h, foram empossados o presidente Jean Cleuter Mendonça, a vice-presidente, Aldenize Aufiero, a secretária-geral, Omara Gusmão, o tesoureiro, Sérgio Cruz, o secretário-geral adjunto, Plínio Nogueira, além dos Conselheiros Seccionais, Conselheiros Federais, Diretoria da Caixa de Assistência ao Advogado do Amazonas (CAAAM), Diretoria da Escola Superior da Advocacia (Esa) e membros das subseções do interior do Estado.

Segundo o D24Am, com o Teatro Amazonas iluminado com as cores da OAB e diante de autoridades do Legislativo, Executivo e do Judiciário, o governador Wilson Lima fez um discurso protocolar e ao final da mensagem vaias começaram a ecoar em um tom crescente, até alguns presentes o chamarem de ‘genocida’. O site postou um vídeo que circula nas redes sociais com momentos da manifestação “de boa parte dos advogados presentes”.

O 18 Horas apurou que Wilson Lima foi vaiado em dois momentos, sendo o primeiro no fim do seu discurso, por um grupo de pessoas que estava em um camarote do Teatro Amazonas, e por algumas pessoas que integravam a plateia da casa de ópera. O outro momento se deu quando o ex-presidente da OAB-AM, Marco Aurélio Choy, discursou em agradecimento ao governador. Uma mulher iniciou as vaias e chamou Wilson Lima de “genocida”.

Uma fonte que participava do evento disse ao 18 Horas que as vaias foram percebidas por Wilson Lima e por todos os integrantes do dispositivo de autoridades amazonenses.

Solenidade

Para o presidente da OAB-AM, Jean Cleuter Mendonça, a solenidade de posse da diretoria da entidade foi a celebração da advocacia amazonense, da democracia, de uma gestão que preza pela pluralidade e pelo acolhimento, segundo divulgação da assessoria.

“É a posse da advocacia amazonense e será de portas abertas para todos os advogados. Essa tem sido a nossa bandeira, de acolhimento e pluralidade. A posse da nova gestão é o resultado da eleição, pois de forma democrática a advocacia entendeu que a nossa gestão seria a escolhida para estar nesse próximo triênio. A nossa posse representa um marco da paridade, pois a OAB está na vanguarda da inclusão dos advogados e advogadas, sendo uma instituição que luta pela isonomia”, afirmou.

Veja o vídeo:

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quatro × quatro =