Conecte-se conosco

Amazonas

Empresas já suspendem novos projetos na ZFM com indefinição sobre IPI, diz presidente da Eletros

A bancada do Amazonas negocia com o Ministério da Economia a publicação de um novo decreto que exclui da redução de IPI os produtos que tenham processo produtivo básico na Zona Franca de Manaus.

O presidente da Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), José Jorge do Nascimento Junior, disse, nesta quinta-feira, que a demora na reedição do Decreto que reduziu o IPI, para retirar da lista produtos fabricados na Zona Fanca (ZFM) já levou empresários a suspenderem investimentos no Polo Industrial de Manaus.

Nascimento Junior disse ao 18horas que a Eletros aguarda o cumprimento da promessa do governo federal de tirar do Decreto que reduziu o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) os produtos com Processo Produtivo Básico (PPB) aprovados na ZFM. E que a entidade está ouvindo dos empresários é que “suspenderam todos os novos investimentos e projeções de crescimento”, aguardando uma definição final da revisão do imposto.

Segundo Jorge Nascimento, a empresas estão confiantes de que vai haver revisão. “Mas de cara, suspenderam investimentos e projetos”. “Dependendo da decisão (do governo federal) os investimentos podem ser retomados ou não”, disse o presidente da Eletros, informando que os empresários aguardam a posição do governo federal para os próximos dias.

A Eletros reúne e representa as maiores e mais importantes indústrias nacionais de eletrodomésticos e eletroeletrônicos do país. Atualmente, representa quatro segmentos do ramo eletroeletrônico e eletrodoméstico: ar-condicionado, linha branca (eletrodomésticos de maior porte, como geladeiras, fogões, lavadoras de roupas, micro-ondas, entre outros), linha marrom (aparelhos de uso doméstico, para informação e entretenimento, como TVs e equipamentos de áudio e vídeo) e linha portátil (eletrodomésticos que podem ser transportados com facilidade, como liquidificadores, batedeiras, aspiradores de pó, ventiladores, cafeteiras, secadores de cabelo, entre outros).

Bancada

A bancada do Amazonas negocia com o Ministério da Economia a publicação de um novo decreto que exclui da redução de IPI os produtos que tenham processo produtivo básico na Zona Franca de Manaus, incluindo motos, aparelhos de ar-condicionado, concentrados de refrigerante, eletroeletrônicos, produtos de informática, bens finais e componentes.

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PSD-AM), informou que apelou ao ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, e ao presidente Jair Bolsonaro para que publiquem o novo decreto. “Cada dia sem a publicação do novo decreto é mais um dia de instabilidade, é mais um dia de insegurança, é mais um dia de risco de saída das empresas do Polo Industrial de Manaus”, disse.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

doze + quatro =