Conecte-se conosco

Amazonas

Em meio a descontrole do coronavírus e falta de UTIs no Amazonas, Wilson Lima confirma mudança na Susam

Governador informou a nomeação de Simone Papaiz para a Susam, sem anunciar mudança nos rumos do combate ao coronavírus no estado, que já matou 30 pessoas, até a manhã desta quarta-feira.

Em meio ao descontrole de casos de coronavírus no Amazonas, o governador Wilson Lima (PSC) anunciou, na manhã desta quarta-feira, a exoneração de Rodrigo Tobias e a nomeação de Simone Papaiz, ex-secretária de Saúde de Bertioga (SP) e Mogi das Cruzes (SP), para a Secretaria de Saúde do Estado (Susam). É a segunda mudança no comando da Susam, em menos de dois anos de mandato. O primeiro secretário de saúde foi o vice-governador Carlos Almeida Filho, que foi nomeado chefe da Casa Civil.

Ao anunciar a troca no comando da Susam, o governador não informou qualquer mudança no rumo das operações de combate ao novo coronavírus. De novo, só anunciou que o governo dará início ao projeto ‘Anjos da Saúde’, para “reforçar a assistência psicossocial na rede estadual de saúde, como parte das ações de enfrentamento ao novo coronavírus”. E disse que a prioridade da nova gestão ‘”acelerar a implantação a unidade de retaguarda para casos de Covid-19, que está sendo montada no Hospital da Nilton Lins”.

A exoneração de Tobias veio após o jornal O Globo informar, na manhã de hoje, que Rodrigo Tobias temia “pelo pior”. Antes, o ex-secretário já havia informado sobre o descontrole da transmissão do coronavírus no Estado e a falta de estrutura para o tratamento dos doentes.

Ele chegou a fazer um apelo dramático para que as pessoas que puderem fiquem em casa e evitem aglomerações. O ex-secretário disse que a situação é resultado de uma série de fatores como a baixa quantidade de leitos de UTI e o fato de a epidemia ter chegado ao estado durante o período de chuvas na Amazônia, em que, tradicionalmente, há um aumento no número de casos de outras síndromes gripais.

“Temos uma relação de leitos de UTI por 10 mil habitantes muito pequena se comparada a outros estados. É um problema histórico. Nós não temos leitos de UTI no interior. Quando temos um caso que precise de UTI, a gente traz o paciente de avião para cá. Até agora, a doença atingiu, principalmente, pessoas das classes A e B. Como a gente ainda está na curva ascendente, se o coronavírus pegar as classes menos favorecidas economicamente, onde há residências em que moram muitas pessoas, isso pode ser um grande problema”, declarou.

Simone Papaiz é mestre em genética clínica e especialista em gestão hospitalar. Assume a Susam no momento em que o Amazonas chegou a 30 mortes confirmadas pelo coronavírus, os leitos de UTI estão praticamente esgotados e os números de infectados não para de cresce. Ela era secretária de Saúde de Bertioga, um município da Região Metropolitana da Baixada Santista, microrregião de Santos, com cerca de 65 mil habitantes.

Wilson Lima não detalhou os motivos da saída de Tobias. Ele disse apenas que a substituição estava sendo articulada antes do cenário da pandemia e que Simone está “há alguns meses” acompanhando a saúde no Amazonas.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

cinco × quatro =