Conecte-se conosco

Amazonas

Duas crianças da etnia mura, desaparecidas há 26 dias na floresta, são encontradas vivas no Amazonas

Irmãos de 6 e 8 anos desapareceram no dia 18 de fevereiro, quando foram caçar pássaros na mata e não retornaram.

Uma das crianças encontradas. (Foto Dsei Manicorá/Divulgação)

Dois meninos, um de 8 anos e o irmão dele, de 6 anos, foram reencontrados nesta terça-feira, 15/3, em Manicoré (a 332 quilômetros de Manaus), após 26 dias desaparecidos. As duas crianças da etnia Mura foram localizadas em uma área de floresta, distante a seis horas de lancha da aldeia onde viviam com os pais.

As crianças, desnutridas e debilitadas, foram transferidas para Manicoré para acompanhamento médico. Os médicos avaliam a possibilidade de serem encaminhadas para Manaus.

Os irmãos Glauco e Gleison desapareceram no dia 18 de fevereiro, na Comunidade Palmeiras, na zona rural de Manicoré, quando foram caçar pássaros na mata e não retornaram. As buscas por eles foram encerradas pelo Corpo de Bombeiros, mas indígenas de aldeias que ficam em Capanã Grande, uma área de Manicoré, continuaram a procurar pelas crianças na região.

Segundo Januário da Cunha Neto, coordenador do Distrito Sanitário Indígena na região, os meninos foram encontrados por três homens que retiravam madeira na Comunidade Capanã.

Januário informou que o desaparecimento foi comunicado pelo presidente do Conselho Distrital Indígena de Capaña e no mesmo dia começaram as buscas. O coordenador atribui a localização das crianças “a um milagre de Deus e dos espíritos da floresta”.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dez − 5 =